Um memorando interno do Facebook mostra como seus funcionários são “obcecados em encontrar novas maneiras de atrair jovens”, segundo o BuzzFeed. De acordo com a publicação, o Facebook usa a equipe do aplicativo “TBH” (de pesquisas online) como referência.

“No memorando, os fundadores da TBH disseram aos seus novos colegas sobre ‘um truque psicológico’ que empregaram para adquirir em massa os usuários adolescentes: uma combinação de extração de informações de contas de alunos do colegial no Instagram, brincando com a curiosidade da juventude e aproveitando horas de intervalo entre aulas”, afirmou Buzzfeed.

O TBH foi comprado pelo Facebook em 2017. No começo deste ano, o aplicativo foi descontinuado

Mais frases do memorando: “O objetivo de compartilhar essas táticas é fornecer orientação para o desenvolvimento de produtos no Facebook — especificamente aqueles que ainda não atingiram o mercado de produtos”, disseram no email interno.

As táticas do TBH, como descritas no memorando, envolviam até o desenvolvimento de diferentes contas privadas no Instagram divulgando o aplicativo e seguindo alunos de escolas específicas. Dessa maneira, os alunos eram guiados pela curiosidade de descobrir mais informações sobre as contas privadas do TBH.

O Facebook conta com 2,5 bilhões de usuários em seus produtos, que contabilizam também o Messenger, WhatsApp e Instagram

“Por exemplo, ao usar as Promoções Rápidas (ou QPs) do Facebook, devemos evitar o fornecimento de um link de download instantâneo”, dizia a nota sobre a tática. “Em vez disso, devemos solicitar permissão de notificação por push para alertar os usuários segmentados em uma data posterior. Dessa forma, podemos coletar seu interesse e contatá-los simultaneamente para garantir uma grande massa durante a hora do lançamento [de um produto]”.

O Facebook ainda não se pronunciou sobre o caso.

Cupons de desconto TecMundo: