Fazia uns bons meses que os tablets Android da Lenovo estavam com uma porta aberta para hackers — e a empresa sabia disso. Agora, uma falha que permitia a execução de código remoto chamada BlueBorne, finalmente, foi corrigida por meio de um patch.

Após noves meses da descoberta do BlueBorne, usuários de tablets da linha Tab, 12 Tab Essentials e Yoga TB precisam instalar a última atualização de segurança disponível.

Cerca de 5,3 bilhões de dispositivos ainda estão em risco

"Nós já terminamos com os laptops há algum tempo e isso envolve os tablets", disse um porta-voz da Lenovo ao Threatpost, nota que não é normal que a Lenovo espere tanto tempo para emitir um patch de segurança. "Há várias razões pelas quais certos modelos são corrigidos mais tarde. Trabalhamos o máximo que podemos para consertar as coisas o mais rápido possível, independentemente do produto".

O BlueBorne é uma vulnerabilidade no protocolo Bluetooth que não afetava apenas os tablets da Lenovo, mas ainda afeita alguns smartphones Android e iOS, além de milhões de impressoras, TVs inteligentes e dispositivos de IoT (internet das coisas).

Segundo a empresa Armis, cerca de 5,3 bilhões de dispositivos ainda estão em risco. Desses, 2,1 bilhões são celulares ou smartphones Android.

Cupons de desconto TecMundo: