São muitos os sites que andam usando coinhives no código da página para minerar Monero no computador/smartphone do visitante. Veja bem: isso não é crime. Contudo, é uma prática totalmente desleal e antiética quando o usuário não é avisado. Isso porque o visitante do site acaba gastando mais energia, poder de processamento e recursos próprios ao visitar um domínio.

Agora, pesquisadores da AdGuard descobriram que serviços de streaming diversos já afetaram até 1 bilhão de usuários ao minerar criptomoedas. Ou seja: 1 bilhão de usuários que serviram de mineradores sem qualquer alerta.

Openload/Oload, Streamango, Rapidvideo e OnlineVideoConverter

Como os pesquisadores chegaram ao número de 1 bilhão? Essa é a audiência dos quatro serviços de streaming pegos realizando o golpe. São eles: Openload/Oload, Streamango, Rapidvideo e OnlineVideoConverter.

Os pesquisadores ainda detalharam quanto os sites estão ganhando mensalmente realizando o golpe de usar visitantes para minerar Monero:

  • Openload/Oload: US$ 95 mil por mês
  • Streamango: US$ 7,2 mil por mês
  • Rapidvideo: US$ 25 mil por mês
  • OnlineVideoConverter: US$ 200 mil por mês

Um dos casos citados ainda vai além: o Openload possui a Coinhive no próprio player de vídeo. Isso significa que, se outros sites "embedarem" o player do Openload, eles também acabam minerando no dispositivo do visitante.

Caso você queira bloquear esse tipo de atividade no seu computador, o artigo "Aprenda a bloquear sites que usurpam seu PC para minerar criptomoedas" vai te entregar algumas dicas.

Cupons de desconto TecMundo: