A cada ano, o site Global Firepower analisa as Forças Armadas de 125 países e oferece um panorama de força global. Tudo é medido: contingente, recursos logísticos, investimento, tecnologia e poderes diversos. Ao final, o GF também oferece um ranking que indica quais são as Forças Armadas mais poderosas do mundo, e você vai saber como ele está em 2016.

Vale notar que o estudo feito pelo Global Firepower não inclui a quantidade de armas nem a existência de material nuclear — este último costuma aumentar consideravelmente a "potência" de uma Força Armada. O que conta é a variedade de armas e a tecnologia.

Apesar de não figurar no top 10, o Brasil está em primeiro lugar quando falamos em América Latina, ocupando o 15° lugar. Apenas para entendimento: Forças Armadas, normalmente, compreendem Exército, Marinha e Força Aérea.

Então, agora você vai conhecer o 10 países com as Forças Armadas mais poderosas do mundo. Vamos lá?

10. Itália

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,2724 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 22,6 milhões
  • Tanques: 586
  • Aeronáutica: 785 aeronaves
  • Marinha: 143, dentre eles dois porta-aviões
  • Orçamento: US$ 34 bilhões

Itália

9. Alemanha

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,2646 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 29,4 milhões
  • Tanques: 408
  • Aeronáutica: 676
  • Marinha: 81
  • Orçamento: US$ 36,3 bilhões

Alemanha

8. Turquia

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,2623 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 41,6 milhões
  • Tanques: 3.778
  • Aeronáutica: 1.007
  • Marinha: 194
  • Orçamento: US$ 18,1 bilhões

Turquia

7. Japão

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,2466 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 44 milhões
  • Tanques: 678
  • Aeronáutica: 1.590
  • Marinha: 131, dentre eles 3 porta-aviões
  • Orçamento: US$ 40,3 bilhões

Japão

6. Reino Unido

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,2164 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 24 milhões
  • Tanques: 407
  • Aeronáutica: 879
  • Marinha: 76, dentre eles 1 porta-avião
  • Orçamento: US$ 55 bilhões

UK

5. França

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,1993 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 23,7 milhões
  • Tanques: 423
  • Aeronáutica: 1.282
  • Marinha: 118, dentre eles 4 porta-aviões
  • Orçamento: US$ 35 bilhões

França

4. Índia

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,1661 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 489 milhões
  • Tanques: 6.464
  • Aeronáutica: 2.086
  • Marinha: 295, dentre eles 2 porta-aviões
  • Orçamento: US$ 40 bilhões

Índia

3. China

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,0988 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 619 milhões
  • Tanques: 9.150
  • Aeronáutica: 2.942
  • Marinha: 714, dentre eles 1 porta-avião
  • Orçamento: US$ 155 bilhões

China

2. Rússia

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,0964 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 47 milhões
  • Tanques: 15.398
  • Aeronáutica: 3.547
  • Marinha: 352, dentre eles 1 porta-avião
  • Orçamento: US$ 46,6 bilhões

Rússia

1. Estados Unidos

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,0897 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 120 milhões
  • Tanques: 8.848
  • Aeronáutica: 13.444
  • Marinha: 415, dentre eles 19 porta-aviões
  • Orçamento: US$ 581 bilhões

EUA

15. Brasil

  • Classificação "Poder de fogo GF": 0,3359 (sendo 0,0000 perfeito)
  • Número de combatentes disponíveis: 84 milhões
  • Tanques: 486
  • Aeronáutica: 735
  • Marinha: 110, sendo 1 porta-avião
  • Orçamento: US$ 31 bilhões

Brasil