Os smartphones e tablets já protagonizaram várias matérias aqui no TecMundo nas quais foi discutido quanto eles podem ser nocivos para a nossa saúde. Possíveis lesões nas mãos, noites mal dormidas e o prejuízos no desenvolvimento saudável de crianças são alguns dos males causados pelo uso excessivo desses aparelhos.

Porém, uma nova condição foi diagnosticada em pessoas que costumam usar o celular com muita frequência: rugas no pescoço. Apelidada de “tech-neck”, união das palavras inglesas “tech” (tecnologia) e “neck” (pescoço), esse mal geralmente acomete indivíduos que possuem entre 18 e 39 anos e que costumam olhar para seus aparelhos pelo menos 150 vezes ao dia.

Olhar para baixo: o movimento culpado

O problema está exatamente nesse movimento de inclinar a cabeça para baixo, algo que pode estar causando o envelhecimento precoce e favorecendo o aparecimento de rugas na região do pescoço, queixo e parte inferior do rosto (inclusive bochechas). Esse movimento acelera o impacto da gravidade e a perda natural da elasticidade da pele.

“Os problemas de rugas e flacidez nas bochechas e no pescoço costumavam aparecer na meia-idade, mas nos últimos 10 anos, por causa do tech-neck, tornaram-se algo presente na vida de uma geração de mulheres jovens”, disse o Doutor Christopher, consultor na London Clinic.

Incidência do sol e pele mais fina

A exposição dessa parte do corpo ao sol também está contribuindo para a formação dessas indesejadas rugas e marcas, segundo especialistas. A condição é mais acentuada e perceptível em mulheres, que costumam usar decotes que expõem mais a parte do pescoço.

“Essa é uma má notícia para a pele dessa região, uma vez que ela começa a ficar mais fina com a idade, e o sol passa a afetá-la ainda mais. Uma menor espessura favorece o aparecimento de rugas no pescoço”, afirma Rowland Payne.

Solução e prevenção

Porém, quem começou a ficar preocupado com o "tech-neck" pode ficar mais tranquilo ao saber que já há cremes especialmente criados para tratar desse problema. Esses produtos trazem moléculas que ajudam a promover a elasticidade da pele, prevenindo o aparecimento e a formação de rugas nessa região.

Mas sabe qual vai ser a grande dificuldade que os especialistas provavelmente vão ter que enfrentar se o problema começar a se agravar? As frases indignadas dos pacientes quando os médicos começarem a pedir às pessoas para que parem de olhar tanto para seus smartphones e tablets.

Cupons de desconto TecMundo: