Seu celular é uma fonte de informações valiosa. Assim como a forma que você usa a internet pode revelar muito sobre você (a busca por dieta e academia indica seu desejo por emagrecer, por exemplo), a maneira que você usa seu celular também demonstra diversas informações da sua vida. E pasme: não são as empresas de publicidade que estão em busca dessas informações, mas sim, os médicos e profissionais de saúde.

É nesse rumo que segue Ginger.io, um aplicativo desenvolvido para smartphones que analisa a forma que você usa seu celular com o objetivo de ajudar na identificação do diabetes. O produto foi desenvolvido por uma empresa criada a partir do MIT Media Lab, um laboratório do Instituto de Tecnologia de Massachusetts.

Alteração de personalidade

Originalmente, o aplicativo não visava auxiliar os portadores da doença. Mas depois que o cofundador do Ginger.io, Anmol Madan, coletou mais de 320 mil horas de dados do telefone de participantes de uma pesquisa de células para uma de suas teses, acabou encontrando padrões no uso do celular que indicavam o início de uma gripe ou ansiedade.

Karan Singh, que fundou a empresa juntamente com Madan, revela que depois que eles analisaram a literatura médica, observaram uma correlação entre humor e diabetes. Dessa forma, a alteração na personalidade de uma pessoa poderia indicar a doença.

Coleta silenciosa

O aplicativo é executado em segundo plano e analisa diversos dados do aparelho, como frequência de chamada, localização, uso de mensagem de textos, entre outros. Nenhuma informação é revelada por Ginger.io, pois o aplicativo coleta apenas estatísticas. Quando um usuário do aplicativo exibe comportamentos que fogem do seu padrão, um alerta é emitido para um “enfermeiro”, que pode ser um médico, parente ou amigo.

Para Madan, o objetivo principal de Ginger.io é o apoio psicossocial. “Isso ajuda os usuários a percorrer um longo caminho dentro do regime de tratamento da doença”, explicou o cofundador da empresa ao site Fast Coexist.

Adquira o seu

A plataforma central e o algoritmo do aplicativo estão prontos. Agora são necessários testes, que vão vir em forma de um estudo com pacientes diabéticos para analisar se os alertas emitidos aos “enfermeiros” vão fazer diferença na gestão da doença.

Mesmo antes de ser lançado, Ginger.io foi vencedor de um concurso e recebeu 100 mil dólares para que ele fosse disponibilizado para o público em geral. Se você se interessou, cadastre-se aqui para ser comunicado quando o aplicativo estiver disponível.

Cupons de desconto TecMundo: