Na última semana, um rumor começou a circular na internet falando que a Samsung tinha planos de pagar US$ 7,5 bilhões para adquirir a BlackBerry, mas ambas as empresas se apressaram para prontamente negar a existência de qualquer negociação. Ainda assim, o Financial Post afirma em uma matéria recente ter adquirido documentos que comprovam que a coreana ainda deseja comprar a outra, ou ao menos obter controle sobre boa parte dela.

Escrito para a Samsung no último trimestre de 2014 pelo banco de investimentos Evercore Partners, o texto supostamente obtido pela publicação expõe os motivos pelos quais a empresa poderia se interessar pela BlackBerry. Além disso, ele também explica como seria a estrutura potencial de uma possível compra.

Uma fonte interna da coreana afirmou que ainda há interesse no negócio por parte da fabricante dos celulares Galaxy. “Isso é algo que ainda está sendo perseguido neste momento. A Samsung está estudando suas opções, então esse ainda é um negócio bastante aberto”, pontuou.

Arte da guerra financeira

A Samsung vem passando por certa turbulência financeira e a BlackBerry está há algum tempo se esforçando para recuperar sua relevância no mercado, lançando recentemente seus novos aparelhos Passport e Classic. Além disso, a questão da segurança é um ponto ao qual ambas as empresas dão atenção, a coreana com o seu container isolado KNOX e a canadense com sua rede, considerada uma das mais confiáveis.

Para fechar o negócio, o documento indica que a Samsung poderia envolver Prem Watsa, o maior acionista da BlackBerry e CEO da Fairfax Financial. Ele já havia participado de um negócio de US$ 4,7 bilhões para tentar comprar a fabricante canadense, firmando um acordo segundo o qual sua empresa pagaria US$ 9 por cada ação da companhia.

O projeto, no entanto, acabou não dando em nada e resultou na demissão do CEO Thorsten Heins da BlackBerry e na sua substituição por John Chen. Ao que parece, a proposta da Samsung envolveria a oferta de um preço entre US$ 13,35 e US$ 15,49 pelas ações da canadense, que atualmente valem aproximadamente US$ 9,93.

Apostando alto

Embora o preço oferecido seja claramente superior ao valor atual da empresa, o documento do Evercore exibe gráficos demonstrando que as vendas de hardware da BlackBerry vêm se estabilizando. Além disso, as tabelas também estimam que os rendimentos de software da companhia devem quase triplicar nos próximos dois anos, indo dos US$ 234 milhões do ano passado para US$ 636 milhões em 2017.

Cupons de desconto TecMundo: