O novo co-CEO da Samsung, JK Shin. (Fonte da imagem: Reprodução/Nynews)

Se você acompanha o mercado de gadgets, sabe que as vendas de aparelhos mobile que rodam o sistema Windows não estão altas. Por conta disso, muitas empresas e desenvolvedores não estão entusiasmados para trabalhar em parceria com a Microsoft neste segmento.

E, pelo visto, a Samsung é uma das companhias que não pretendem investir nos aparelhos Windows por muito tempo. O fato que colabora para essa conclusão é uma das respostas dadas pelo recém-promovido a co-CEO da companhia coreana, JK Shin, em uma entrevista para o The Wall Street Journal.

Afirmações fortes

Quando perguntado sobre como está a relação da Samsung com a Microsoft e sobre a aproximação da Nokia, Shin respondeu apenas que os dispositivos que rodam Windows não estão vendendo muito bem e que há um desinteresse por esses produtos na Europa — ele também afirmou que o mercado tem preferência pelo Android.

O discurso do empresário combina com a decisão da Samsung de não lançar tablets com o sistema Windows RT nos Estados Unidos e em alguns países europeus. Além disso, ele afirmou que a companhia pretende lançar um smartphone com o sistema operacional Tizen no terceiro trimestre deste ano.

Cupons de desconto TecMundo: