Pareceiras de Samsung também são denunciadas por explorar trabalho infantil (Fonte da imagem: Reprodução/Flickr)

A organização China Labor Watch, que luta por melhores condições para os trabalhadores chineses, fez uma denúncia recentemente sobre exploração de trabalho infantil em uma fábrica parceira da Samsung.

A informação parece ter pegado de surpresa a companhia sul-coreana, que afirmou acompanhar de perto as condições em que trabalham seus próprios funcionários e também os de empresas parceiras.

Conforme publicou em seu blog na última segunda-feira (6), o China Labor Watch acompanhou a rotina da fábrica HEG Electronics, na cidade de Huizhou, China, durante os meses de junho e julho de 2012. Durante a primeira investigação, sete crianças e adolescentes com menos de 16 anos foram encontrados.

O número exato de trabalhadores infantis no local é incerto, pois os investigadores da organização tiveram contato limitado com os trabalhadores. Mas há indícios de que esses números giram entre 50 e 100 crianças. Eles estimam ainda que cerca de 80% da mão de obra empregada na HEG Electronics é composta por estudantes.

A resposta

Em nota oficial, a Samsung garantiu que realizou inspeções na fábrica neste ano, mas não encontrou nenhuma irregularidade. Porém, em face das novas denúncias, uma nova equipe deve partir da Coreia do Sul rumo a Huizhou no próximo dia 9 de agosto para investigar as supostas irregularidades e “corrigir quaisquer problemas”.

“A Samsung Electronics é uma empresa comprometida com os mais altos padrões de condições de trabalho e que tenta mantê-lo em suas fábricas e nas fábricas de empresas parceiras ao redor do mundo”, finaliza o comunicado.

A China Labor Watch é a mesma organização que, no último ano, fez denúncias semelhantes em fábricas parceiras da Apple/Foxconn.

Fonte: China Labor Watch, The Verge

Cupons de desconto TecMundo: