O Galaxy Note 7, último flagship da Samsung da linha Note, trouxe uma novidade bastante interessante para aqueles mais preocupados com sua privacidade: um scanner de íris. A Sammy trabalhou durante três anos para desenvolver a tecnologia e torná-la viável.

Embora o Note 7 não seja um gadget de entrada, as pessoas interessadas em leitores de íris poderão encontrar no futuro outros dispositivos da empresa que contem com o mesmo sensor. Segundo o presidente da companhia sul-coreana, DJ Koh, a ideia é que celulares intermediários também possam vir equipados com a novidade.

“Nós não colocamos o scanner de íris em um flagship apenas para fazer ‘desbloqueios’. No longo prazo, através de APIs de terceiros, nós queremos integrar apps ao sensor. No mobile banking, estamos pensando em aplicar a varredura de íris para autorizar transações grandes, e já estamos conversando com bancos de alguns países a respeito”, explica Koh.

O presidente ainda comenta que existe a percepção generalizada de que o Android não é uma plataforma muito segura, e é por isso que a Samsung quer investir em apetrechos de segurança mais especializados que, com o tempo e com o barateamento da produção em massa, cheguem a dispositivos mais simples e valorizem os produtos da empresa.

Cupons de desconto TecMundo: