Uma das novidades do Galaxy S7 é a sua resistência à água e poeira. Em seu novo smartphone top de linha, a Samsung decidiu reviver a característica que estreou no Galaxy S5 e foi deixada de lado no Galaxy S6. Assim, o S7 conta com uma proteção que funciona de dentro pra fora, dispensando a necessidade de tampar as diversas saídas do aparelho, como a entrada para o fone de ouvido e para o cabo de energia.

Por conta disso, o smartphone possui a certificação IP68, o que garante a capacidade de resistir por até 30 minutos submerso em até 1,5 metro de água – o que não considera água salgada como a presente no mar. Mas será que a resistência à água do Galaxy S7 é realmente boa? Confia no vídeo acima com os nossos testes.

A nossa avaliação foi composta pelos seguintes testes:

  1. Respingos d'água
  2. Acidente com copo d'água
  3. Acidente com outros líquidos (refrigerante e chá)
  4. Submerso em água
  5. Touchscreen debaixo d'água
  6. Fotos debaixo d'água
  7. Funcionamento dos alto-falantes e do sensor de digitais depois de submerso em água
  8. Carregamento e carregamento rápido depois de submerso em água

Após os nossos testes, o touchscreen, o sensor de digitais, os alto-falantes e o carregamento voltaram a funcionar normalmente depois que toda a água secou completamente. Antes de você sair mergulhando o seu celular por aí, é bom esclarecer alguns pontos.

Certificação IP68

A classificação IP68 considera a água doce e pequenas partículas sólidas como os agentes externos. Por isso, não é recomendado expor o S7 a outros líquidos, como refrigerante e chá, ou mesmo colocá-lo em contato com a água do mar.

Aparelhos com essa certificação realmente conseguem ficar submersos, o que não significa que eles podem ser operados debaixo d'água. O funcionamento do touchscreen, por exemplo, não é garantido uma vez que as telas capacitivas podem se comportar de maneira inesperada em contato com a água. Porém, com alguma sorte, é possível até mesmo tirar fotos debaixo d'água usando os botões de volume do Galaxy S7.

Os alto-falantes e o sensor de digitais também podem não funcionar corretamente em contato com a água já que eles não foram programados para isso. No caso da saída de som, percebemos uma perda de qualidade significativa por conta do acúmulo de líquido. A Samsung ainda equipou o Galaxy S7 com sensores de umidade para evitar acidentes com o carregador quando o aparelho estiver molhado.

Vale lembrar que é extremamente perigoso manusear equipamentos eletrônicos enquanto eles estiverem molhados ou úmidos, o que não recomendamos em hipótese alguma. No caso do Galaxy S7, o touchscreen, o sensor de digitais, os alto-falantes e o carregamento voltaram a funcionar normalmente depois que toda a água secou completamente.

.....

O que você achou da resistência à água do Galaxy S7? Não deixe de conferir a nossa análise desse aparelho. Confira abaixo:

Review do Samsung Galaxy S7.

Você considera importante um smartphone ser a prova d'água e poeira? Comente no Fórum do TecMundo