Até quatro perfis de digitais podem ser adicionados aos sistemas de segurança dos aparelhos Samsung Galaxy S6, Galaxy S6 Edge e Note 5. Entretanto, se a capacidade de armazenamento dos bancos para leitura biométrica estiver cheia, problemas relacionados à performance dos dispositivos podem aparecer.

Fato é que quem cadastrou mais de um dedo como chave para o desbloqueio de tela deve ter notado certa lentidão durante o processo de leitura das diferentes digitais. Melhorar o desempenho do sensor, porém, é possível – e você não precisa desinstalar nenhum app; serviço extra algum tem também de ser baixado.

Neste tutorial, você vai aprender um truque simples e prático para acelerar a leitura de digitais. Este procedimento possibilita ainda que a memória do aparelho seja “desafogada”, uma vez que permite a adição de várias digitais em um único perfil de segurança. Veja como é fácil dar “um jeitinho” e otimizar o funcionamento do sistema.

Use apenas um perfil

Atenção: a Samsung não recomenda a adição de mais digitais em um único perfil, pois a leitura da impressão pode se mostrar imprecisa se o cadastro do dedo não for feito da maneira recomendada. Certifique-se, portanto, de ativar seu código de recuperação antes de cadastrar novas digitais conforme descrito a seguir.

Acesse a opção “Configurações” e clique então em “Bloquear tela e segurança”. No campo “Impressões digitais”, selecione "Editar" e delete os perfis cadastrados. Em seguida, toque sobre “Adic. Impressão digital” para que o novo método de cadastro de mais impressões em um mesmo perfil seja aplicado.

Como fazer

Pressione levemente o sensor do aparelho com seu polegar até que em torno de 40% do processo esteja concluído. Depois, cadastre a ponta dos demais dedos que também poderão desbloquear o aparelho (alcance a marca de cerca de 10% para cada um deles). Finalize o processo com seu polegar e pronto.

Agora, várias impressões digitais podem desbloquear o dispositivo por meio de apenas um perfil biométrico cadastrado. Combinações entre digitais podem ser feitas de acordo com as preferências do usuário – é possível, por exemplo, completar 50% do cadastro com o polegar e adicionar as pontas de mais dois dedos para o desbloqueio (como 25% para o indicador e outros 25% para o dedo médio).

Testes

É importante destacar que o procedimento mencionado de fato é capaz de acelerar o funcionamento do sensor; o resultado, contudo, é a diminuição dos níveis de segurança do mecanismo de desbloqueio. Durante os nossos testes junto de um Samsung Galaxy S6, a tela pôde ser liberada pelos cinco dedos de uma mão cadastrados em um mesmo perfil. Ainda assim, vale destacar que a “leitura fatiada” das digitais pode resultar em identificações menos precisas.

...

Quais aplicativos para o bloqueio de tela você usa em seu celular? Comente no Fórum do TecMundo