No mundo da tecnologia – ou em qualquer setor –, ter produtos rejeitados pelos consumidores e ficar com pilhas de itens no estoque é algo muito difícil de se lidar. Porém, vender unidades demais de um aparelho específico também traz algumas dores de cabeça. É isso que vem acontecendo com a Samsung e as versões douradas do Galaxy S6 e do Galaxy S6 Edge, que estão quase sumindo das prateleiras. Tal demanda praticamente obrigou a empresa a explicar a teoria das cores ao público para tentar valorizar outros modelos dos dispositivos.

De acordo com o site Sam Mobile, os últimos dados de vendas da empresa sul-coreana mostram que quase um quarto (23%) dos compradores da nova linha de celulares da Samsung optaram pela edição Gold Platinum do produto – o que fez com que essa cor começasse a se esgotar principalmente no mercado europeu. Claro que, para contornar o “problema”, a companhia resolveu aumentar a produção desses itens, mas, para dar uma força aos outros modelos, também contou com a ajuda da psicóloga britânica Donna Dawson.

Como parte de uma bela campanha publicitária, a gigante asiática está começando a publicar anúncios que traçam um perfil de consumidor para cada uma das versões de seus novos celulares. O material é baseado na análise da profissional de psicologia, que utilizou ainda um espaço no blog oficial da Samsung para discorrer sobre os motivos que levam cada pessoa a decidir por uma cor de Galaxy S6 ou S6 Edge em detrimento das outras. Confira abaixo o que ela fala sobre os cinco tons escolhidos para esses dispositivos e o que eles dizem sobre você.

Gold Platinum (dourado)

“Pessoas que escolhem o dourado como sua cor preferida se dedicam à prosperidade, sucesso financeiro e felicidade. Elas tendem a ser amantes do luxo e apreciam as coisas boas da vida, entregando-se a elas sempre que podem (e, algumas vezes, mesmo quando não podem!)”, explica Donna, afirmando ainda que esse público gosta de encarar e vencer desafios importantes. Ao mesmo tempo, eles costumam ser generosos com amigos e familiares quando estão no topo.

Ela conta ainda que a cor dourada atrai naturalmente o ser humano, já que representa tanto o calor e o brilho da luz do sol como o metal precioso – que simboliza o dinheiro e o sucesso na vida financeira. Será que esse é o real motivo pelo qual tantos consumidores estão limpando as gôndolas e lojas virtuais à procura de um aparelho da linha Galaxy S6 com essas características?

Green Emerald (verde esmeralda)

“Os que escolhem o verde tendem a ser equilibrados, leais, trabalhadores, honestos, benevolentes e levam os outros em consideração. Geralmente são – ou procuram ser – bons cidadãos com um senso moral bastante desenvolvido, com um desejo pela simplicidade”, analisa a psicóloga. Ainda, de acordo com ela, a cor representa a vida e novos começos, dando às pessoas inspiração, esperança e possibilidade de se conectar com os outros.

No texto, ela também liga o verde ao dinheiro – algo válido se pensarmos nas cédulas de dólar – e ao sentimento de paz interna, fazendo uma alegoria a como o contato com a natureza é capaz de aliviar o estresse de qualquer um, mesmo depois de um dia cheio de trabalho ou tarefas.

Blue Topaz (azul-topázio)

“Quem prefere o azul-topázio da Samsung costuma ser autoconfiante, exigente, distinto, sensível, meticuloso e intuitivo. Essas pessoas precisam ser realmente amadas e querem se sentir seguras”, dispara a psicóloga em um dos trechos mais curtos da postagem. Aparentemente, os fãs desse tom não rendem uma boa análise em relação à teoria das cores.

White Pearl (branco perolado)

“As pessoas que escolhem o modelo branco tendem a ser extrovertidos e buscam por status. Como o branco contém todas as outras cores, divide com o preto a característica de ter uma natureza dupla. Pode representar a sabedoria, honestidade e pureza, mas também pode servir para impetuosidade e excesso de confiança”, comenta a profissional. Indo mais a fundo, ela explica que a inocência simbólica do branco foi substituída pelo status de ter algo dessa cor e conseguir mantê-lo limpo.

Black Sapphire (preto-safira)

“O preto tecnicamente não é uma cor, mas a representação da ‘ausência de luz’. Por conta de no preto podermos sentir o ‘nada’, essa cor se torna o símbolo de tudo que é escondido, velado, incerto ou desconhecido. Ele representa tanto o fim das coisas com seu começo (já que o mundo teoricamente se originou do caos, então todas as cores supostamente são derivadas do preto)”, teoriza Donna.

Ela conta também que culturalmente o tom está associado a escolhas dos solitários, rebeldes ou forasteiros. Além disso, estaria ligado também com o luto, a noite e o sobrenatural, tendo ainda indícios de uma forte sensualidade escondida dos olhos da sociedade. Assim, quem prefere a cor tende a querer ser reconhecido pelo seu individualismo, independência e liderança.

--

Resta saber se a estratégia da Samsung vai dar conta do recado e realmente atrair uma parte do público que anda preferindo esperar por novas levas das versões douradas do Galaxy S6 e do S6 Edge. Ou, ainda, se a análise – bastante subjetiva – das cores vai afastar ainda mais os consumidores de cores como a Blue Topaz, que não recebeu a melhor das avaliações da especialista.

Você já adquiriu ou pensa em adquirir algum modelo desses celulares? Deixe seu comentário mais abaixo e diga se os comentários da psicóloga batem com os motivos que o levaram a escolher essa ou aquela cor.

Cupons de desconto TecMundo: