Recentemente, o tradicional site que realiza a desmontagem de quase todo tipo de aparelho dissecou completamente o Galaxy S6 edge. No processo, foi constatado que os reparos, caso sejam necessários, serão bastante dificultosos, exigindo o acionamento de uma assistência técnicas para a segurança dos consumidores e do próprio aparelho. Agora, os mesmos responsáveis pela façanha providenciaram a análise completa dos componentes internos do Galaxy S6, variante do smartphone da Samsung que não possui a tela curva.

O resultado? Uma reparação tão complicada e dificultosa quanto a do Galaxy S6 edge, mostrando que a adoção de materiais de melhor qualidade – como as bordas em alumínio e a traseira com Gorilla Glass 4 – acabou resultando em um aparelho “mais fechado”. O trabalho árduo ficou claro logo no início, ao tentarem tirar o vidro na parte de trás do aparelho.

Desmontagem do Galaxy S6 pelo site iFixit.

Depois de removida a tampa traseira, uma das primeiras diferenças em relação ao Galaxy S6 edge pode ser notada: uma organização melhor dos conectores no interior do dispositivo. Devido a complexidade inferior do Galaxy S6, a Samsung conseguiu posicionar melhor esses componentes no aparelho.

Desmontagem do Galaxy S6 pelo site iFixit.

Porém, as boas notícias acabam por aqui: tirando esse pequeno detalhe, praticamente não há diferenças na disposição dos componentes internos desses aparelhos. Isso significa que o “índice de reparabilidade” – que vai de zero a dez – não mudou muito também. Enquando o Galaxy S6 edge obteve nota 3, o Galaxy S6 conseguiu um ponto a mais, ficando com 4 no resultado final.

Desmontagem do Galaxy S6 pelo site iFixit.

Isso significa que o reparo por conta própria não é uma boa ideia para os consumidores que adquirem um Galaxy S6. Além de estar longe de ser a recomendação da Samsung, a tentativa pode danificar definitivamente o aparelho. Portanto, o melhor mesmo é acionar a assistência técnicas especializada.

Cupons de desconto TecMundo: