Seriam 4 GB de RAM suficientes para que aplicativos abertos em segundo plano fossem retomados sem tipo algum de delay? De acordo com um comparativo feito pelo Android Police, nem mesmo as generosas memórias dos aparelhos Samsung Galaxy S6 Edge Plus e Galaxy Note 5 são capazes de evitar atrasos no momento em que serviços deixados em espera voltam à tela principal.

Para a avaliação, foram utilizados um Galaxy S6 Edge Plus (que, assim como o esperado Galaxy Note 5, tem 4 GB de RAM) e um Nexus 6 (com 3 GB de RAM). Conforme demonstrado pelo vídeo postado acima, a inicialização de aplicativos cotidianos em ambos os aparelhos foi feita sem quaisquer problemas – YouTube, Spotify, Twitter e Instagram foram alguns dos programas abertos.

Pontos específicos, como um álbum de música e determinado comentário junto do Spotify e Twitter, respectivamente, foram selecionados para que, quanto retomados, os aplicativos apontassem a mesma marcação. O resultado da análise surpreende: mesmo com 1 GB a menos de RAM, o Nexus 6 se mostra mais rápido (e mais preciso) na retomada de apps deixados em segundo plano.

Economia de energia?

No Galaxy S6 Edge Plus, os serviços têm de ser carregados novamente (como fica evidente nos casos do Spotify, Twitter e YouTube, por exemplo); quando retomados pelo Nexus 6, os apps em segundo plano sobem à tela já em execução. Mas o que pode explicar tamanho atraso na abertura dos programas?

O palpite dado pela equipe do Android Police é o mais evidente: pode ser que o Galaxy S6 Edge Plus e, provavelmente, também o Note 5 contem com um mecanismo dedicado à economia de energia – o que pode levar os aparelhos a encerrarem apps em segundo plano.

Seria o atraso na retomada de aplicativos em segundo plano uma peculiaridade dos softwares do Galaxy S6 Edge Plus do Note 5 para economia de energia? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: