Os engenheiros do MIT estão sempre pensando em novos projetos, especialmente aqueles que envolvem alguma forma robótica. Ampliando essa lista, foi revelado que, no momento, há algumas pessoas trabalhando em um robô capaz de pescar peixes e permitir que eles voltem para o mar depois de um tempo.

Liderado pelo engenheiro mecânico Xuanhe Zhao, o time conseguiu “dar vida” a uma forma feita de um material chamado hidrogel (uma mistura de polímero e água). Com esse componente, o robô em questão consegue apresentar partes macias, o que ajuda a não machucar o peixe caso ele comece a se debater.

Como é possível ver no vídeo que está a seguir, o experimento foi capaz de pegar e manter um peixe por algum tempo de maneira rápida. Parte disso se deve ao fato de que as peças foram construídas utilizando impressora 3D e cortadas com um sistema de laser para criar formas nas quais fosse possível injetar água no robô para que ele pudesse se mover de maneira rápida e satisfatória.

Esse tipo de construção é capaz de percorrer em 1 segundo a mesma distância que outros robôs menos avançados fizeram em 20 horas.

E qual é a finalidade disso?

Evidentemente, esses testes não estão em andamento para tentar criar uma nova forma para pescar. Na verdade, os inventores desse robô pretendem utilizar a tecnologia envolvendo hidrogel para criar algo maior, como implantes médicos ou algum outro recurso útil.

“Queremos apontar para uma aplicação realística e otimizar o material para conseguir algo mais impactante. Até onde sabemos, essa é a nossa primeira demonstração de atuação de algo que envolve pressão e hidrogel. Agora estamos lançando esse conceito como uma questão aberta e dizendo ‘vamos brincar com isso’”, comentou Hyunwoo Yuk, estudante que colabora com o projeto.

Cupons de desconto TecMundo: