Cada vez mais o Facebook tem intensificado seus investimentos em realidade aumentada; agora, ao que tudo indica, a companhia está interessada em desenvolver seus próprios chips de RA. De acordo com vários anúncios de emprego publicados pelo Facebook Reality Labs, anteriormente conhecido como Oculus Research  empresa de RV que a companhia adquiriu há alguns anos , a rede está em busca de engenheiros para projetar chips de silício personalizados para dispositivos que suportam a tecnologia.

Segundo os anúncios do próprio Facebook, a companhia procura profissionais com experiência em todos os estágios do desenvolvimento de chips personalizados, entre eles, Engenheiro de Software Integrado e Engenheiro de Emulação e Prototipagem de Silício.

A realidade aumentada usa hardware e software para misturar imagens digitais com as visões das pessoas sobre o mundo real, por isso necessita de um poder computacional significativo e chips personalizados para que possam ajudar a oferecer uma experiência mais poderosa. Entretanto, a companhia não detalhou o plano de hardware de RA que pretende utilizar, então ainda não se sabe se a subsidiária da Oculus já está fabricando um headset para aplicações de realidade aumentada.

Vale dizer que, com o investimento de US$ 2 bilhões na Oculus, o Facebook se tornou um dos mais engajados no uso da realidade virtual, que utiliza um headset para fazer a imersão de pessoas em ambientes simulados. Mesmo assim, se o Facebook já tiver dado o pontapé inicial nesse projeto, é capaz que sejam necessários anos até que a tecnologia se torne um produto comercial.

Cupons de desconto TecMundo: