(Fonte da imagem: Instituto RIKEN de Ciências do Cérebro)

Pesquisadores japoneses do Instituto RIKEN de Ciências do Cérebro anunciaram uma descoberta bastante curiosa: um processo químico capaz de tornar a pele humana transparente. Os primeiros testes foram realizados em embriões de ratos e, como você pode perceber na imagem acima, o resultado parece bem convincente.

Para conseguir a modificação na pigmentação dos tecidos, os pesquisadores utilizaram um reagente químico chamado ScaleA2. Valendo-se de técnicas de modificação genética, certas células são transformadas em elementos fluorescentes, permitindo que as estruturas biológicas internas possam ser visualizadas externamente a olho nu.

Apesar de a descoberta aparentemente funcionar, a técnica ainda não pode ser aplicada em tecidos vivos. Isso acontece porque, ao receber o reagente químico, as células morrem horas depois. Agora, a expectativa do grupo de pesquisadores é descobrir uma maneira de tornar compatíveis o reagente e os tecidos vivos.

Cupons de desconto TecMundo: