Unidades vendidas (em milhões) de tablets, PCs e smartphones por ano. (Fonte da imagem: Divulgação/IDC)

O mercado mundial de tablets, PCs e smartphones nunca esteve tão aquecido – e a tendência é que, daqui em diante, cada ano supere o anterior. Ao menos é isso que prevê o International Data Corporation (IDC), que divulgou nesta quarta-feira (28) uma série de dados sobre a venda de eletrônicos “inteligentes” (com conexão com a internet) em todo o planeta.

De acordo com a instituição, 916 milhões de novos aparelhos foram vendidos no ano passado – desde empresas e escolas renovando seu estoque de computadores, até consumidores buscando novos modelos de smartphones ou entrando na era dos tablets. A receita gerada por tudo isso foi de US$ 489 bilhões (cerca de R$ 890 bilhões).

A previsão para os próximos anos é ainda mais positiva: em 2012, o número de unidades vendidas já deve chegar a 1,1 bilhão.

Quatro anos depois

Já em 2016, último ano calculado pelo IDC, a meta é se aproximar de incríveis 2 bilhões de eletrônicos. A China foi apontada como mercado emergente não só na produção de eletrônicos, mas de consumo.

Para o futuro, a pesquisa também calculou o uso de sistemas operacionais móveis. O Android tomaria a dianteira absoluta do mercado, com 31,1% do mercado. Já a Apple cresceria pouco, apresentando apenas 17,3% da preferência mundial.

Cupons de desconto TecMundo: