A startup Let’s Code Academy lançou um novo método de ensino, que era aplicado apenas na sua própria escola: aulas de programação para crianças e adolescentes. Agora os desenvolvedores da startup resolveram expandir suas técnicas e implantá-las em escolas particulares de São Paulo como atividade extracurricular, fornecendo material exclusivo, como livros didáticos, e professores qualificados. Até o momento, a ideia já atingiu três unidades, mas há planos para que no ano de 2017 mais cinco instituições insiram a nova matéria em seus currículos.

Segundo a startup, aulas de programação são muito importantes hoje em dia, pois ajudam em outras disciplinas, especialmente as da área de exatas, devido ao raciocínio lógico necessário. Em países como Austrália e Reino Unido, a matéria já está no currículo oficial das escolas, mas no Brasil ainda estamos longe dessa realidade.

A Let’s Code Academy já conta com cerca de 12 alunos no colégio St. Francis — escola de línguas internacional com uma unidade em são Paulo — e oferece a eles a mesma estrutura que em sua unidade própria. A ideia é melhorar o desempenho dos estudantes e prepará-los para uma possível profissionalização, pois é uma carreira que está em constante crescimento atualmente. Grandes desenvolvedoras estão fazendo ações para trazer o público feminino também para o ramo, confira aqui.

Cupons de desconto TecMundo: