Detalhe do componente que explodia nas placas da Gigabyte.

Na semana passada um overclocker da Tailândia postou um vídeo no YouTube no qual uma placa-mãe Gigabyte X79-UD3 queima durante alguns testes de overclock. A captura mostra a placa soltando fumaça, até o momento que um MOSFET (um transistor) acaba explodindo (veja os últimos 10 segundos do vídeo).

O que muitos classificaram como azar, chamou a atenção da marca, a partir do momento que outros relatos de problemas parecidos começaram a aparecer. Isso levou a Gigabyte a conduzir uma investigação, que revelou um problema nos modelos: GA-X79-UD3, GA-X79-UD5 e G1.Assassin 2 (todas com socket LGA2011).

O problema, de acordo com os relatos, é uma combinação de erros do firmware com uma má qualidade dos componentes empregados no PWM. Uma correção de emergência foi então disponibilizada aos clientes na forma de uma nova versão de BIOS. Contudo, apesar de resolver o problema, essa nova BIOS também desabilita o overclock, que era uma das principais características das placas (confira aqui a nota que foi divulgada à imprensa).

Portanto, os clientes podem manter suas placas e atualizarem a BIOS para evitar problemas. Contudo, se o proprietário não se sentir seguro em fazer tal atualização, poderá devolver a placa à Gigabyte em troca de um modelo similar.

Os modelos defeituosos foram retirados do mercado provisoriamente.

Cupons de desconto TecMundo: