(Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock)

Recentemente, o site de busca de empregos Aduzna fez uma pesquisa nacional em que foram analisadas mais de duas mil profissões. O objetivo do estudo foi descobrir os melhores e os piores empregos no Brasil, assim como os mais promissores e os mais estressantes.

Critérios como salário, competitividade, demanda, potencial financeiro e outros foram utilizados para quantificar as posições do estudo.

Atualmente, os engenheiros, os cirurgiões e os profissionais de TI estão entre os melhores empregos e oportunidades encontradas no Brasil, enquanto os piores são os motoristas de ônibus e os entregadores. Os três vencedores conquistaram o pódio por possuírem maiores faixas salariais (algumas ultrapassam R$ 60 mil ao mês), carreiras promissoras e ambientes de trabalho bastante seguros.

Entre os piores e mais estressantes empregos (com prazos apertados, grandes jornadas de trabalho, baixo potencial de aumento de salário, entre outros), também estão os jornalistas, as empregadas domésticas e as operadoras de telemarketing. De acordo com a pesquisa, os profissionais menos estressados do Brasil são os do segmento de TI (mais especificamente os desenvolvedores web), já que o mercado possui poucos profissionais capacitados e tem salários bastante promissores. 

As profissões mais calmas

Outras profissões que também foram consideradas bem pouco estressantes são os bibliotecários, as recepcionistas, as secretárias e os tradutores. Entre os grupos mais promissores de 2014 estão o profissionais de TI e os engenheiros mecânicos, graças ao constante desenvolvimento do Brasil nessas respectivas áreas.

Flora Lowther, analista de pesquisa do Aduzna, disse que estudar as vagas disponíveis no mercado brasileiro e analisar o comportamento de milhões de pessoas que procuram por vagas fornece informações significativas sobre os graus de satisfação dos empregados. E você, como está planejando sua carreira?

Cupons de desconto TecMundo: