Pesquisadores da Universidade Carlos III de Madri, na Espanha, publicaram na segunda-feira (21/11) os resultados de um estudo que pode trazer muitos avanços à interação homem/máquina. Segundo o informe, a equipe do departamento de informática tem trabalhado em um sistema capaz de detectar e interpretar o estado emocional de uma pessoa que está interagindo com o computador.

De acordo com David Griol Barres, um dos integrantes do projeto, o software foi designado para interagir com uma pessoa através de um diálogo e decidir como proceder com a conversa de acordo com as reações pessoais dela. Para medir isso, o sistema faz a verificação de mais de 60 parâmetros diferentes na voz, como o tom, a velocidade com que a pessoa fala e até a duração de cada pausa.

Também foi implementado um método que rastreia as mudanças no comportamento da pessoa e modifica o discurso da máquina de acordo, evitando que o computador continue a frustrar o indivíduo ainda mais, caso a última resposta não tenha sido bem recebida.

O objetivo do projeto é permitir que as máquinas tenham uma interação mais natural com os humanos em situações em que as interfaces comuns, como o teclado e o mouse, não são úteis, por exemplo, dentro de automóveis ou até para deficientes visuais.

Cupons de desconto TecMundo: