No momento do orgasmo, o oxigênio flui em maior quantidade pelo cérebro. (Fonte da imagem: The Visual MD)

Você já parou para pensar em como funciona o cérebro feminino durante o ato sexual? O professor Barry Komisaruk, da Rutgers University, parou. Ele registrou a atividade cerebral de uma mulher durante e depois da prática na tentativa de estudar um pouco mais sobre o funcionamento do órgão.

Ao escanear o cérebro de uma mulher com uma máquina de ressonância magnética, foi possível compreender que, durante o orgasmo, a atividade no órgão é muito mais intensa do que nos períodos anteriores (antes de atingi-lo) e posteriores (após a relação sexual).

Para entender o que acontece, é preciso lembrar que o cérebro pode ser dividido em áreas de funcionamento, como sensações do corpo, visão, tato e audição. Os cientistas registraram 80 regiões diferentes a cada dois segundos, por um período total de sete minutos.

Segundo o The Star, o vermelho reproduz a menor circulação de oxigênio no cérebro, enquanto a cor amarela indica maior ocorrência do elemento, o que acontece justamente durante o orgasmo. Para Komisaruk, o objetivo do estudo é saber como o órgão reage ao ato – e buscar explicações e até tratamentos para disfunções sexuais, por exemplo. Você pode conferir o slideshow com as imagens do estudo clicando aqui.

Cupons de desconto TecMundo: