(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Já não é novidade que a Google está impulsionando a utilização de veículos autônomos (que se dirigem sozinhos), mas agora parece que a companha também está interessada em como os motoristas e passageiros controlam os sistemas de entretenimento dentro de seus carros.

Um novo registro de patente publicado mostra um mecanismo hipotético que poderia rastrear seus movimentos enquanto você dirige, permitindo que você use gestos para fazer ajustes em uma ampla gama de controles. A ideia primária por trás da invenção é que pode ser difícil encontrar e manipular rodas e botões físicos enquanto se está no volante.

Ao seu alcance

Ao invés de gestos universais, como mover as mãos para os lados para trocar de rádios, a patente se volta para um sistema que permanece atento ao contexto. Você pode abaixar sua mão próxima a uma janela para a abrir, por exemplo, e o sistema poderia observar a amplitude e velocidade da sua ação para determinar o tamanho correto da abertura.

O mecanismo pode ainda não se limitar a gestos no ar. Uma das versões da patente indica que você poderia tocar certas partes do painel para trocar as configurações do sistema. Encostando nos dutos de ar, por exemplo, você poderia aumentar ou diminuir o ar condicionado, e tampar a passagem com as mão o desligaria.

Por fim, os gestos também poderiam estar ligados aos corpos do motorista e de seus passageiros, permitindo que ações como levar uma das mãos à orelha faria o sistema aumentar o volume do som, por exemplo. Como se trata apenas de uma patente, as capacidades ainda podem ser alteradas – e o produto pode até mesmo nunca sair do papel.

(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Tecnologia do futuro

Para funcionar, o sistema hipotético usaria uma ou mais câmeras que podem monitorar e gravar espaços tridimensionais, similares ao sensor Kinect da Microsoft, ou utilizaria um scanner 3D laser. O computador primeiramente registraria o interior do carro sem pessoas dentro e depois poderia identificar quando o motorista realizasse os gestos – permitindo até que fossem criados comandos customizados.

A tecnologia pode ser aplicada na criação de um sistema de controle e entretenimento licenciado pela Google, que fabricantes poderiam utilizar em seus carros. A empresa ainda registrou a patentes tanto para veículos tradicionais e autônomos, o que abre novas possibilidades para quem acredita nos rumores de que a gigante das buscas está desenvolvendo seu próprio automóvel que não precisa de motorista.

Cupons de desconto TecMundo: