(Fonte da imagem: Reprodução/Blog Microsoft Brasil)

No dia 16 de fevereiro, publicamos aqui no Tecmundo uma notícia com relação ao uso das licenças nos softwares Office 2013 e Office 365, apontando diversas dúvidas dos usuários com relação ao assunto. Os questionamentos levaram a Microsoft a publicar em seu blog oficial um post explicando como isso funciona exatamente.

A companhia publicou a tabela acima para explicar as diferenças entre o número possível de instalações e transferências de acordo com cada versão do software. No caso do Office 2013, as versões “Home and Student”, “Home and Business” e “Professional” dão direito a uma única instalação, não sendo transferíveis para outros dispositivos.

A única exceção fica por conta de máquinas que apresentem defeito durante o período de garantia. Nesse caso, basta o consumidor entrar em contato com a Microsoft e comunicar o problema para receber outra chave de licença no PC de reposição.

Office 365

O Office 365 está disponível em duas versões: “Home Premium” e “University”. No caso da primeira, você pode instalar uma mesma chave em até cinco dispositivos diferentes, além de ser possível transferir a licença. Já na versão “University” o número de instalações cai para dois dispositivos, mas a possibilidade de transferências permanece.

Como era antes?

No Office 2010, todas as versões permitiam a transferência entre dispositivos, o que variava apenas era o limite de uso das licenças. A versão “Home and Student” permite três instalações, enquanto as versões “Home and Business” e “Professional” permitem apenas duas.

Cupons de desconto TecMundo: