Um ex-estagiário da prefeitura de Itanhaém, no litoral do estado de São Paulo, foi preso pela Polícia Civil acusado de ser o “autor intelectual” de um crime sem precedentes na região. Ele conseguiu roubar 234 notebooks que a prefeitura da cidade utilizaria para ações sociais dedicadas a pessoas carentes. Os computadores eram vendidos pela web e, até o momento, pouco mais de 50 unidades foram resgatadas.

O nome do cabeça dessa quadrilha de ladrões de notebooks é Rodrigo Odair, de apenas 18 anos. De acordo com as autoridades da cidade, ele não tinha qualquer passagem pela polícia até então, mas, mesmo assim, orquestrou toda a ação fazendo uso das informações privilegiadas às quais tinha acesso no departamento de informática da prefeitura onde fazia estágio.

Ele foi preso hoje (23/02) e outros quatro integrantes do grupo também foram detidos. A Polícia Civil acusa esses outros de serem receptadores dos equipamentos roubados, tendo inclusive realizado flagrante. O delegado responsável pelo caso é Douglas Borges, que ainda investiga o caso para conseguir encontrar outros envolvidos no esquema.

Cupons de desconto TecMundo: