No começo desta semana, a Nokia — sob a nova gestão da HMD Global — anunciou o primeiro smartphone de sua nova geração. Trata-se do Nokia 6, que conta com hardware intermediário e alguns recursos que pretendem conquistar os consumidores que sentem falta da antiga marca líder do mercado.

O problema é que naquele primeiro momento o dispositivo foi prometido como uma exclusividade para o mercado chinês — e a própria HMD Global não fez menções ao possível lançamento dele para outros países. Mas parece que a companhia estava apenas escondendo o jogo.

Nok

Isso porque uma nova variante do dispositivo já apareceu nas homologações do TEENA (a "Anatel chinesa"). De acordo com rumores mais recentes, há grandes chances de que isso seja uma variante do Nokia 6 para o mercado global, uma vez que ele teria certificação Bluetooth internacional. Caso isso se confirme, há grandes chances de vermos novidades já na MWC 2017.

Especificações técnicas

Sistema operacional: Android 7.0 Nougat
Display: 5,5 polegadas com Gorilla Glass 2.5D
Resolução: 1920x1080 pixels
Chipset: Snapdragon 430
CPU: octa-core com clock não especificado
GPU: Adreno 505
Memória RAM: 4 GB
Armazenamento interno: 64 GB (expansível em até 128 GB)
Câmera principal: 16 megapixels com f/2.0 e foco automático PDAF com laser
Câmera frontal: 8 megapixels com f/2.0
Dimensões: 154 x 75,8 x 7,85 mm

Caso tudo isso se confirme, devemos ver o anúncio do Nokia 6 internacional na junto à revelação de outros aparelhos muito esperados pelos consumidores — incluindo o D1C, que já foi antecipado várias vezes pelas fontes chinesas.