A 21st Century Fox deu entrada em um processo contra a Netflix acusando a gigante do streaming de roubar executivos que mantinham contratos com a companhia.

A ação judicial acusa a Netflix de fazer “uma campanha descarada para recrutar e roubar ilicitamente valiosos executivos da Fox, levando-os a quebrar ilegalmente seus contratos de trabalho com a Fox para trabalhar na Netflix”.

O processo chega após a Netflix contratar Marcos Waltenberg, vice-presidente de marketing da 21st Century Fox, e Tara Flynn, executiva da área de criação da Fox 21 Television Studios.

Os dois mantinham contratos trabalhistas com a Fox quando foram abordados para trabalhar na Netflix.

“A ação é necessária para fazer valer os direitos da Fox, para responsabilizar Netflix pela sua conduta ilícita e evitar que a Netflix continue essa prática ilegal”, relata o processo da companhia.

Segundo um porta-voz da Fox: “A Netflix está desafiadoramente desrespeitando a lei ao solicitar e induzir os funcionários a quebrar seus contratos. Vamos buscar todos os recursos disponíveis para fazer valer os nossos direitos”.

A Netflix, porém, vai entrar na briga. Em comunicado, a empresa comunicou que “irá defender esse processo vigorosamente. Não acreditamos que alegação da Fox sobre o termo fixo de contrato de trabalho seja aplicável nessa questão. Acreditamos na mobilidade dos funcionários e vamos lutar pelo direito de contratar grandes profissionais, não importa onde eles estejam trabalhando”.

A notícia sobre a ação judicial foi revelada pelo jornal The Wall Street Journal .

Via Minha Série.

Cupons de desconto TecMundo: