Você já ouviu falar no USS Gerald Ford? Trata-se do porta-aviões mais caro já construído pela Marinha dos Estados Unidos, sendo também o mais caro de todo o mundo. Ele será colocado em funcionamento somente em fevereiro de 2016, mas já está passando por vários testes que determinarão se esse prazo será realmente cumprido — o que deve mesmo acontecer, de acordo com a imprensa norte-americana.

O porta-aviões da Marinha dos EUA terá um sistema bem interessante de catapultas eletromagnéticas para o lançamento das aeronaves de combate, algo vital para que as velocidades necessárias sejam atingidas nos curtos espaços disponíveis. Isso também deixa espaço para que o USS Ford seja equipado com canhões de laser e armas eletromagnéticas no futuro, além de poder contar com antimísseis e outros armamentos.

No total, o USS Ford terá 332 metros de comprimento e poderá pesar mais de 100 mil toneladas — contando aviões, tripulação e mantimentos. Por falar nisso, existe espaço disponível para que 4.400 pessoas estejam trabalhando no porta-aviões, sendo ainda que mais de 75 aviões de combate sejam colocados no gigantesco navio de guerra — que será o maior do mundo assim que foi inaugurado.

Um dos grandes destaques do USS Ford está na frota que o acompanha. Ele hoje é capaz de anexar 10 transportadores, mas já existem planos para que mais canais sejam criados para aumentar esse número — o que é vital para aumentar o fluxo de pessoas e de suprimentos.