Máquinas poderão realmente ocupar as cadeiras da NASA? (Fonte da imagem: Reprodução/SSCO)

Durante uma conferência sobre segurança online realizada nesta semana em Nova York, Keith Alexander, diretor da NSA (Agência de Segurança Nacional), disse que a companhia norte-americana pode substituir cerca de 90% de seus administradores por sistemas automatizados de gerenciamento. “Temos colocado pessoas [nos departamentos] de transferência e segurança de dados, trabalho em que as máquinas são provavelmente melhores”, disse o diretor.

As declarações de Alexander fazem referência à recente polêmica que chegou aos holofotes da mídia: Edward Snowden, um ex-funcionário da agência, pode fazer com que informações sigilosas relacionadas à vigilância de dados feita pelos EUA venham a público (veja aqui). De acordo ainda com o diretor, “automatizar os sistemas faria com que as redes da NSA ficassem mais seguras”.

Atualmente, a NSA possui por volta de 1.000 empregados na área de administração de sistemas. Os funcionários humanos trabalham à base de confiança e ficam sujeitos, assim, a variações emocionais das mais diversas ordens “No final do dia, é tudo sobre pessoas e confiança”, comentou Alexander. “Se elas abusarem dessa confiança, danos enormes podem ser causados”, disse ainda o executivo.

Keith Alexander teme que dados confidenciais sejam divulgados. (Fonte da imagem: Reprodução/TheVerge)

Em um primeiro momento, parece razoável considerar a possibilidade de contratação de serviços automatizados de gerenciamento de dados. Isso traz, naturalmente, ao menos uma tensa questão à tona: quais tipos de serviços as agências governamentais de segurança estariam realmente prestando à sociedade?

Cupons de desconto TecMundo: