A má qualidade é proposital: no YouTube, o vídeo só existe em 240p.
(Fonte da imagem: Divulgação/YouTube)

“Na sala ou no quarto, no beco ou no carro, eu sou sinistro”. Esses e outros versos ficaram famosos em 2010, quando o grupo de funk Avassaladores postou a música “Sou F...” (ou “Sou Brabo”, como ficou conhecida na TV aberta) no YouTube. O resultado? Um dos maiores hits da internet brasileira dos últimos anos.

Três anos e mais de 12 milhões de visualizações depois, o vídeo amador ainda rende em média R$ 8 mil mensais para Victor Hugo Viana, o “Vitinho”, na época vocalista e líder do grupo. O rapaz de 19 anos, que mora no Rio de Janeiro com a mãe e uma filha de seis meses, recebe o dinheiro pelo Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad).

Depois de apresentar baixa no final do ano passado, o valor dos royalties enviados pelo Ecad chegou a R$ 12 mil em janeiro de 2013. Além dos shows realizados pelo grupo Avassaladores, que agora faz apresentações com outro vocalista, o dinheiro vem da utilização de música em casas noturnas e a execução de versões alternativas, como em ritmo de sertanejo universitário.

Agora em carreira solo, Vitinho já trabalha na gravação de um clipe com um produtor paulista. Será que ele consegue repetir o sucesso?

Cupons de desconto TecMundo: