Tesla até avisa seus clientes que a tecnologia do Autopilot, responsável por automatizar algumas funções do carro, é experimental e deve ser utilizada de forma limitada. Acidentes fatais resultaram do descumprimento dessa regra e o sistema continua sendo investigado por um caso no qual parece não ter lidado muito bem com a sinalização desgastada de uma rodovia.

Mas parece que nada disso foi suficiente para alertar Bhavesh Patel, dono de um Tesla Model S na cidade de Nottingham, no Reino Unido. O homem foi parado pela polícia local ao ser visto sentado no banco do passageiro enquanto deixava o carro ser guiado sozinho pelo modo Autopilot. Ao ser interrogado pelos oficiais, ele disse que sabia o que estava fazendo, mas confiava na tecnologia “incrível” da Tesla e teve apenas “o azar de ser pego”.

Felizmente, a ideia não terminou em um acidente mais grave, sendo a conta bancária do cidadão a maior prejudicada da história. Além de uma multa de £ 1.800 (R$ 8.550), ele terá que fazer 10 dias de aulas de reabilitação, prestar 100 horas de trabalhos comunitários e não poderá dirigir pelos próximos 18 meses. O vídeo abaixo, divulgado pela polícia, mostra o momento em que o homem foi visto com as mãos longe da direção, que fica no lado direito do carro.

Testemunhas que estavam no local disseram ainda que a estrada estava movimentada, com os automóveis a aproximadamente 60 km/h. Um dos oficiais deu entrevista, afirmando que “o que Patel fez foi terrivelmente irresponsável e poderia facilmente terminar em tragédia”.