A Nissan soltou hoje um documento em que a montadora nipônica afirma que o número de estações de recarga para carros elétricos vai superar o de postos de combustível em 2020 – mas não necessariamente pelo crescimento do uso da eletricidade enquanto alimento para os veículos e sim pela queda no uso de combustível fóssil.

A expectativa da montadora é que, em 2020, serão 7,9 mil estações de recarga. No último levantamento de 2015, eram cerca de 8,4 mil postos de combustível – número que deve cair seguindo a lógica da Nissan e, sendo assim, com uma chance de ser superado.

“Com as vendas de veículos elétricos decolando, a infraestrutura de recarga está mantendo o ritmo e pavimentando o caminho para uma direção totalmente elétrica e conveniente”, explicou Edward Jones, gerente do segmento de veículos elétricos da Nissan na Grã-Bretanha.

Jones continuou: “Combine isso com melhorias constantes no desempenho de nossas baterias e acreditamos que o ponto de mudança para a adoção em massa para os VEs está muito próximo. Assim como a popularização de tecnologias similares, a adoção desses veículos deve seguir uma curva de demanda em S”.

A expectativa de alguns especialistas é que, até 2027, 1,3 milhão de novos carros elétricos por ano serão registrados.