Muita gente não sabe, mas a Tesla tinha um carro antes de lançar o Model S e o Model X: era o Roadster, um carrinho elétrico com pinta de esportivo que serviu para que Musk pudesse ter uma ideia do que realmente era necessário para se construir um veículo.

De lá pra cá muita coisa mudou, mas o CEO da Tesla nunca desistiu da ideia de fazer um novo carro com características mais esportivas e a confirmação definitiva de sua existência foi feita através do programa de indicações da montadora – e, mais do que isso, ele poderá ser dado de graça para algumas pessoas.

Alguns clientes mais próximos da Tesla, como o pessoal do canal Like Tesla, contam com uma parte de indicações, em que eles recebem recompensas – chamadas de Loot Box – pela quantidade de pessoas que, quando indicadas por eles, adquirem um carro da marca.

Pelas primeiras cinco indicações, tanto quem indicou quanto os indicados recebem o Supercharging da marca, que agora é pago, sem qualquer custo, e US$ 1 mil de desconto na compra de um novo carro.

Além disso, quando os veículos forem entregues, você ganha 10% de desconto na compra de um Roadster da nova geração e da série Founder, quando ele for lançado. A partir daí, a cada 5 indicações, você vai ganhando 2% de desconto e outras “experiências que o dinheiro não pode pagar”, segundo diz a própria Tesla. É assim que você pode chegar a 100% de desconto e tirar um novo Roadster totalmente de graça.

Pelos cálculos, o cliente terá que indicar outras 50 pessoas para comprar carros da Tesla e, caso isso se concretize, estamos falando de aproximadamente US$ 4 milhões em vendas para a marca. Parece uma troca justa.

A expectativa é que o novo Roadster seja o carro da montadora de Fremont com a aceleração mais rápida do portfólio – rumores, suportados pelo próprio Elon Musk, apontam para um 0 a 100 feito em menos de dois segundos.