Barbie: entenda as referências ao filme 2001: Uma Odisseia no Espaço

Imagem de: Barbie: entenda as referências ao filme 2001: Uma Odisseia no Espaço
Imagem: Mattel Films

O filme Barbie ainda está um pouco longe de seu período de lançamento, que acontecerá apenas em julho de 2023. Porém, o primeiro teaser da obra já foi o suficiente para enlouquecer os fãs na internet e gerar um enorme hype. Dirigido pela celebrada Greta Gerwig (Frances Ha), o longa tem Margot Robbie, Ryan Gosling, Will Ferrell, Helen Mirren e Kate McKinnon em seu elenco principal.

E, por falar no teaser de Barbie, uma coisa chamou muito a atenção dos cinéfilos de plantão: o vídeo é uma grande referência ao filme 2001: Uma Odisseia no Espaço, do lendário Stanley Kubrick (Laranja Mecânica, O Iluminado). Além do próprio perfil do diretor no Twitter replicar a sequência, outras contas da rede social criaram vídeos comparando as duas produções, cena à cena.

Assista:

Mas o que tudo isso significa, afinal de contas? Por que o teaser de Barbie recriou cenas de 2001: Uma Odisseia no Espaço? Não se preocupe, pois vamos te explicar tudo agora!

Barbie X 2001: Uma Odisseia no Espaço: qual é o segredo?

2001: Uma Odisseia no Espaço foi lançado em 1968 e dirigido por Stanley Kubrick. Considerado um dos maiores filmes da história do cinema, o longa aborda, entre alguns de seus temas centrais, a ideias de "evolução" e de "rompimento de padrões" (sejam eles temporais, comportamentais, etc).

Nesse sentido, a cena de abertura de 2001 traz um grupo de primatas que, repentinamente, é surpreendido pela chegada de um monólito. O item, serve como um rompimento de padrão temporal, estabelecendo a chegada de um novo período evolutivo, com novas tecnologias e novos comportamentos.

No teaser de Barbie, portanto, vemos a cena inicial de 2001 ser recriada e explorar o mesmo conceito evolutivo. Porém, os macacos são substituídos por garotinhas e o monólito pela boneca Barbie (Robbie). Dessa maneira, o vídeo trata a ideia de que a Barbie serviu com um elemento disruptivo para diversas meninas, que, até então, só brincavam com bonecas que se assemelhavam a bebês (algo que reforçaria o padrão social de que mulheres "precisam" e "devem" ser mães, cuidadoras, dóceis, etc.)

Ou seja, a partir da chegada da personagem, muitas meninas tiveram uma espécie de "despertar" para novas possibilidades e padrões, que já não se assemelhavam àqueles cultivadas por gerações passadas. Isso tudo, inclusive, deve ser um dos temas centrais do filme de Gerwig.

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.