Megalopolis: novo filme de Coppola confirma elenco cheio de estrelas; veja!

Imagem de: Megalopolis: novo filme de Coppola confirma elenco cheio de estrelas; veja!
Imagem: IMDb

O projeto mais ambicioso da carreira de Francis Coppola teve seu elenco principal confirmado. Segundo o Deadline, Adam Driver, Forest Whitaker, Nathalie Emmanuel, Jon Voight e Laurence Fishburne irão protagonizar Megalopolis, filme que o cineasta planeja há mais de duas décadas.

Coppola irá dirigir e financiar o longa de forma independente, a partir de seu próprio roteiro. A trama do longa irá contar a trajetória de um arquiteto que quer reconstruir a cidade de Nova York como uma utopia após um desastre devastador. O orçamento será de pouco menos de US$ 100 milhões, e a produção começa neste outono.

James Caan (cotado para participar do filme) e Francis Ford Coppola em evento de 'O Poderoso Chefão'.James Caan (cotado para participar do filme) e Francis Ford Coppola em evento de 'O Poderoso Chefão'.Fonte:  IMDb 

Coppola conversou com o Deadline recentemente e falou um pouco sobre suas motivações para fazer Megalopolis. O cineasta, que já ganhou cinco estatuetas do Oscar, afirmou que mais do que prêmios, espera que seu filme faça as pessoas discutirem temas importantes para a sociedade.

“O que me faria realmente feliz? Não é ganhar muitos Oscars porque já tenho alguns, talvez até mais do que eu mereça. Então, em algum momento, muito depois que eu morrer, tudo que eu quero é que as pessoas ainda estejam falando sobre [Megalopolis]. Se você faz as pessoas discutirem casamento, educação, saúde, justiça, oportunidades, liberdade e todas essas coisas maravilhosas que os seres humanos conceberam. Isso seria bom”.

Coppola também falou sobre o risco de financiar seu próprio filme. Mesmo sabendo que ele pode não ter um retorno financeiro, esta não é uma preocupação para o o diretor, que também é dono de uma vinícola e tem outros investimentos.

“Qual é a pior coisa que pode acontecer comigo?” Eu vou falir? Não. Meus filhos também são todos bem sucedidos. Estou confiante de que se você puder fazer um filme do qual as pessoas possam continuar falando sobre depois de 10, 20 ou mais anos, você não perderá dinheiro. Eu olho para os meus filmes. Todos eles estão sendo vistos 50 anos depois. Vidas sem Rumo, Drácula de Bram Stoker, eles ainda são vistos. Meus filmes, quanto mais estranhos eles são, mais parecem durar. Eu nem sei por quê”.