Mestres do Universo: Salvando Eternia traz origem da Espada do Poder

Imagem de: Mestres do Universo: Salvando Eternia traz origem da Espada do Poder
Imagem: Fonte: Netflix/Reprodução.

Atenção: este texto contém spoilers da série de animação Mestres do Universo: Salvando Eternia.

A série Mestres do Universo: Salvando Eternia estreou a Parte 1 de sua primeira temporada na Netflix e, com ela, trouxe a história da Espada do Poder do Príncipe Adam, o He-Man. Os episódios revelam a verdadeira origem do artefato.

No episódio de estreia, a espada é dividida em duas — é isso que coloca o enredo da primeira metade da temporada em movimento e revela o verdadeiro propósito da arma icônica e de sua origem.

Mestres do Universo: Salvando Eternia (Recap)

A sequência direta para He-Man e os Mestres do Universo começa com o mais recente dos ataques de Esqueleto (Mark Hamill) ao Castelo de Grayskull. Porém, aprendendo com seus muitos erros, o autoproclamado Senhor da Destruição percebe que o prêmio final não é Grayskull, mas, sim, o que está abaixo dele: o Salão da Sabedoria — depósito de todo o conhecimento do universo e localização de um orbe mágico no qual o antigo Conselho de Anciões (apresentado no remake de 2002) concentrava seus poderes.

Esqueleto precisa da chave para o Salão da Sabedoria, que He-Man (Chris Wood) fornece involuntariamente durante a grande batalha do episódio de estréia, Esqueleto é atacado com a Espada do Poder, que convenientemente entra em uma fechadura atrás dele, cumprindo a promessa à muito tempo feita pela Feiticeira, que somente as duas metades da arma abririam a porta. Com o caminho livre, Esqueleto quebra a orbe e libera energia mágica suficiente para destruir não apenas Eternia, mas todo o universo.

Feiticeira (Susan Eisenberg) ajuda He-Man a usar a espada como um canal para a energia do orbe e a ação divide a Espada de Poder em duas, segundos antes de ser destruída em uma explosão.

He-man empunhando sua Espada do Poder.He-man empunhando sua Espada do Poder.Fonte:  Netflix/Reprodução 

Enquanto a magia do planeta diminui, a dor e o ressentimento dividem os heróis de Eternia. Teela (Sarah Michelle Gellar) concorda em liderar uma equipe desorganizada para encontrar as duas metades da Espada do Poder, que não foram destruídas, mas, sim, devolvidas aos reinos em que foram forjadas: Subternia, que é reinventada como a terra dos mortos; e Preternia, agora uma espécie de Valhalla para os campeões caídos de Eternia.

Em Preternia, aprendemos que a Espada do Poder foi forjada há milhares de anos por magos ferreiros — metade feita no céu de Eternia, e a outra em seu inferno.

E você, já assistiu à primeira parte de Mestres do Universo: Salvando Eternia? Os episódios estão disponíveis na Netflix.

Fontes