Dia Internacional Contra a Homofobia: 8 documentários LGBTQ+ essenciais

Imagem de: Dia Internacional Contra a Homofobia: 8 documentários LGBTQ+ essenciais
Imagem: Pexels

Nesta segunda-feira (17), é celebrado o o Dia Internacional Contra a Homofobia, que busca conscientizar as pessoas sobre as violências, discriminações e preconceitos sofridos por pessoas LGBTQ+. A data foi criada em 2004 e é um importante marco da luta.

A escolha do dia 17 de maio relembra o momento em que a Organização Mundial de Saúde (OMS) removeu, em 1990, a homossexualidade da classificação internacional de doenças e problemas relacionados à saúde.

Mais de 30 anos depois, um estudo da International Lesbian, Gay, Bisexual, Trans and Intersex Association (ILGA) apresenta que ainda existem 69 países onde atividades consensuais entre pessoas do mesmo sexo são criminalizadas, podendo causar prisão ou até pena de morte.

Documentários permitem que os espectadores possam olhar o mundo através das lentes de realidade de outras pessoas. Neste caso, a da comunidade LGBTQ+. Assim, podem ajudar no processo de conscientização e entendimento da luta contra a homofobia.

Dessa forma, o Minha Série separou 8 documentários essenciais sobre a realidade LGBTQ+.

8. All in My Family

Este documentário conta a história de Hao Wu, um homem gay que está começando uma família com seu parceiro e ainda tenta manter laços com sua família na China. A complicação neste ato está no fato de que a maioria dos familiares de Wu não reconhecem os direitos dos casais LGBTQ+.

O documentário é carregado de momentos doces e emocionantes, que refletem a ideia de que o amor contínuo de uma família não significa necessariamente aceitação. All in My Family está disponível na Netflix.

7. Paris is Burning

Um clássico documentário sobre o lado queer de Nova York. Esta produção conta a história e a cultura dos bailes e casas famosas do final dos anos 80 na cidade de Nova York.

Algumas pessoas entedem que essa produção é uma inspiração e a percursora de sucessos queers atuais da televisão, como Pose e RuPaul's Drag Race. O documentário Paris is Burning está disponível na Netflix.

6. Do I Sound Gay?

Nesta produção, o diretor e jornalista David Thorpe está em uma busca por entender as origens da própria voz, que foi definida por muitos como "uma voz gay". O documentário mostra as inseguranças e os preconceitos sofridos, neste caso, pelos homens gays, a forma de falar e a construção do estereótipo da "voz gay".

Do I Sound Gay? é descrito como incrível, divertido e provocante pelos críticos. A produção traz entrevistas com jornalistas, humoristas e pessoas do universo cinematográfico.

5. The Death and Life of Marsha P. Johnson

Este documentário conta a história de vida e faz uma investigação sobre a morte da ativista transgênero e artista drag Marsha P. Johnson, que foi encontrada morta no rio Hudson em 1992. A polícia definiu o caso como um suicídio.

Mais de 20 anos depois, a produção analisa a baixa investigação nas circunstâncias da morte dela e celebra o legado de Marsha como uma pioneira do movimento pelos direitos LGBTQ+. The Death and Life of Marsha P. Johnson está disponível na Netflix.

4. The L Word Mississippi: Hate the Sin

Esta produção do Showtime traz entrevistas com casais de lésbicas que vivem no Mississippi, na região Sul dos Estados Unidos. A região é uma das mais conservadores do país norte-americano e é um local onde as pessoas LGBTQ+ precisam lidar com intolerância, homofobia e racismo.

The L Word Mississippi: Hate the Sin também apresenta está difícil realidade por meio de entrevistas com líderes religiosos e pessoas da região que protestam contra o casamento gay.

3. How to Survive a Plague

O documentário mostra os movimentos ativistas estadounidenses que queriam chamar a atenção para o combate ao HIV e à AIDS, doença que devastou o mundo nos anos 1980 e que afetou de forma crítica a comunidade gay.

Na produção, é possível ver, por meio de filmagens reais dos acontecimentos, como essas pessoas impediram que a doença se tornasse uma sentença de morte. How to Survive a Plague foi indicado ao Oscar e está disponível no YouTube.

2. Circus of Books

O documentário começa com a história de um casal hétero de judeus que foi dono do Circus of Books, uma loja de pornografia gay. Produzido pelos filhos do casal, o filme também mostra como a loja foi importante para o sentimento de pertencimento da comunidade gay estadounidense da época.

Circus of Books está disponível na Netflix.

1. The Year We Thought About Love

Este curta e documentário acompanha um grupo de jovens LGBTQ+ de Boston enquanto eles escrevem e encenam uma peça que captura como é ser jovem e explorar suas identidades de gênero e sexualidades ao mesmo tempo em que experimentam as primeiras paixões, beijos e relacionamentos.

The Year We Thought About Love é uma produção independente e pode ser assistida no Vimeo.

Dia Internacional Contra a Homofobia: 8 documentários LGBTQ+ essenciais