Sexify: série da Netflix une prazer feminino e tecnologia (crítica)

Imagem de: Sexify: série da Netflix une prazer feminino e tecnologia (crítica)
Imagem: Netflix/Divulgação

ATENÇÃO: SPOILERS À FRENTE!

Será que vale a pena assistir Sexify, a nova série da Netflix que está dando o que falar? Veja na nossa crítica!

A Netflix tem mostrado grande interesse em expandir as barreiras geográficas e incluir em seu catálogo séries e filmes cada vez mais diversos - e Sexify é mais um exemplo dessa lógica. A produção polonesa que une humor e discussões importantes estreou em 2021 e já arrebatou o coração dos usuários, responsáveis por manter Sexify no top 10 de séries mais vistas na plataforma.

No entanto, é comum que a animação do público mantenha a série da Netflix entre as mais assistidas apenas pela curiosidade e, eventualmente, ela acabe caindo no esquecimento.

Será que Sexify é realmente boa? Confira a nossa crítica para entender mais sobre o que a série retrata e o que há de positivo nela!

(Fonte: Netflix/Divulgação)(Fonte: Netflix/Divulgação)Fonte:  Netflix 

Crítica: vale a pena assistir Sexify?

Qual a sua opinião sobre cenas com conteúdo sexual? A estratégia é utilizada por diversas séries e filmes como forma de tornar a narrativa mais interessante e prender a atenção do espectador, mas acaba falhando completamente quando é usada gratuitamente, sem nenhum contexto - como é o caso de Sexify.

A série da Netflix como um todo gira em torno do prazer feminino e é esperado que cenas com temática sexual sejam mostradas, mas o problema é quando elas não servem para avançar a história em nada, parecendo vazias. Quem assiste Sexify realmente pela história pode acabar decepcionado pela falta de apego que os personagens proporcionam.

Um outro problema sentido logo no começo da primeira temporada de Sexify é que a série, apesar de ter uma proposta leve e divertida, acaba sendo cansativa com alguns episódios que duram mais de 50 minutos e uma narrativa muito repetitiva, o que pode levar algumas pessoas a simplesmente desistirem.

Significa dizer que a série da Netflix é absolutamente ruim? Não! Sexify fica melhor na segunda metade da temporada, após os episódios iniciais, quando o tempo de exibição fica abaixo de 40 minutos e a narrativa parece finalmente avançar.

Apesar de nossos apontamentos, reforçamos que a experiência pode ser interessante. Sexify conta, até o momento, com uma média de 6.6/10 segundo avaliações do IMDb, caracterizando-a como uma série mediana - algo que confere com a nossa crítica.

(Fonte: Netflix/Divulgação)(Fonte: Netflix/Divulgação)Fonte:  Netflix 

Sexify: qual é a história da nova série da Netflix?

A produção polonesa é protagonizada por Aleksandra Skraba, que dá vida a Natália, personagem que tem como grande objetivo desenvolver um aplicativo para a sua graduação e, ao mesmo tempo, ela pretende participar de uma competição importante de tecnologia e precisa que o aplicativo chame a atenção.

Sua ideia é focar no prazer feminino, ou seja, o aplicativo seria desenvolvido para facilitar esse processo que muitos acham complicado. Para isso, ela conta com a ajuda de duas amigas, Paulina e Monika, e assim elas acabam entrando em uma jornada de conhecimento sobre o corpo feminino e descobrindo um pouco mais sobre si mesmas ao longo da investigação.

Se for dar uma chance à Sexify, vá de mente aberta! É possível que você acabe associando a produção a outros fenômenos que falam sobre educação sexual, como Sex Education, mas as propostas de ambas são completamente diferentes.

Quem sabe a série polonesa da Netflix não te surpreenda, não é mesmo?

Sexify: série da Netflix une prazer feminino e tecnologia (crítica)