Chicago Fire 9x12: Brett ajuda Casey com seus exames

Imagem de: Chicago Fire 9x12: Brett ajuda Casey com seus exames
Imagem: NBC/Reprodução

ATENÇÃO: SPOILERS À FRENTE!

O episódio 12 da 9ª temporada de Chicago Fire, que foi ao ar ontem na NBC, teve um final feliz, deixando aquele sentimento quentinho para quase todos os personagens. No entanto, o relacionamento de Brett e Grainger não pode dizer o mesmo.

Confira o recap completo a seguir!

Mais detalhes sobre o episódio 9x12 de Chicago Fire

Brett está no consultório médico com Casey, que diz que precisa fazer uma ressonância magnética, pois é possível que a lesão tenha deixado danos permanentes. Ele está tendo mini convulsões agora que podem virar generalizadas. Casey conta a Boden e Severide sobre a visita de seu médico, e os dois dizem que vão apoiá-lo.

Antes da chamada, Ritter e Gallo perguntam a Herrmann se podem se encontrar com um grupo de jovens bombeiros na casa de Molly. Ele concorda.

Eles chegam ao local de um incêndio. Mouch e Kidd vão para dentro, onde há pequenas explosões. Gallo encontra uma mulher que está procurando por sua filha. O fogo não pôde ser contido, então Boden chama todos para fora assim que Mouch encontra a menina. Gallo e Ritter contam a todos sobre o resgate de Mouch quando voltam para a delegacia e Casey o parabeniza.

Herrmann volta ao local do incêndio e encontra Mason, o bombeiro nato, e descobre que ele era do Colorado. Herrmann diz a ele que pode se candidatar para o departamento de Chicago. Mason diz que foi bombeiro na prisão, e o CFD não contrata criminosos.

Herrmann conversa com Mouch na casa de Molly e conta a ele sobre Mason, que roubou um carro quando era adolescente e cumpriu três anos por isso.

(NBC/Reprodução)(NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

Todos tentam ajudar Mason

Herrmann diz a Kitt que precisa de um grande favor: uma reunião com o vice-comissário Hill. Ela sabe porque Herrmann quer falar com o comissário, e diz a Severide que não sabe se concorda com isso porque há muitas outras pessoas merecedoras por aí. No entanto, ela consegue a reunião para Hermmann.

Os dois vão juntos e Hermmann conta ao comissário sobre a política acerca de criminosos, e quer saber se algo pode ser feito para mudá-la. Ela diz que aprecia seu interesse, mas o CFD é um grupo de elite de homens e mulheres, e algumas pessoas não podem ser bombeiros, não importa o quanto queiram.

Mais tarde, Herrmann e Kitt dizem a Mason que ele tem uma entrevista com o corpo de bombeiros de St. Paul.

Brett fica ao lado de Casey

Brett pede desculpas a Grainger por cancelar a viagem de esqui com ele. Grainger entende e diz que eles podem fazer isso em outra hora. Para compensar, ela o convida para um festival de omeletes.

Enquanto isso, Casey e Brett vão ao hospital para que ele possa fazer a ressonância. No entanto, mais tarde, Casey vai ver Brett para dizer a ela que, quando os resultados estiverem prontos, ele vai buscá-los sozinho. Porém, ela insiste que estará junto.

(NBC/Reprodução)(NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

Em um outro momento, Brett está com Grainger quando Casey liga. Ela interrompe o encontro para vê-lo.

Brett chega ao consultório médico e Casey fica sabendo que a dor em seu ombro é provavelmente causada pelo ferimento do qual ele está se recuperando, não pelo cérebro. Sua ressonância magnética está limpa.

Brett pergunta sobre as dores de cabeça, o médico diz que provavelmente é de uma concussão. Brett abraça Casey e eles quase se beijam.

O que você achou desse episódio de Chicago Fire? Conte nos comentários!

Chicago Fire 9x12: Brett ajuda Casey com seus exames