Grey’s Anatomy 17x12: Cormac é ferido em protesto

Imagem de: Grey’s Anatomy 17x12: Cormac é ferido em protesto
Imagem: ABC/Divulgação

ATENÇÃO: SPOILERS À FRENTE!

A 17ª temporada de Grey’s Anatomy continua trazendo sua visão sobre os eventos de 2020 e, dessa vez, o racismo e o negacionismo da pandemia são os temas centrais. Enquanto Meredith volta a ficar inconsciente, Bailey precisa tratar um paciente que não acredita no coronavírus e Richard e Cormac se envolvem nos protestos após a morte de George Floyd.

Confira o recap completo a seguir!

Mais detalhes do episódio 17x12 de Grey’s Anatomy

Assim como outras séries atuais, o seriado médico também não deixou a morte de George Floyd passar despercebida. Neste episódio, o racismo e a justiça social são temas recorrentes e provam, mais uma vez, que os criadores fazem um ótimo trabalho ao desenhar paralelos com a realidade.

O novo episódio começa no final de Station 19, com os médicos descobrindo que um homem negro foi morto por um policial que ajoelhou em seu pescoço. Richard conversa com a equipe do Grey Sloan, falando que eles podem usar o tempo que precisarem para descansar ou protestar sobre o ocorrido. Tanto ele quanto Cormac se juntam aos protestos e Cormac é atacado por um manifestante contrário aos seus ideais.

(Fonte: ABC/Divulgação)(Fonte: ABC/Divulgação)Fonte:  ABC 

Mesmo precisando de pontos, Cormac está decidido a continuar com os protestos no dia seguinte.

De volta ao hospital, manifestantes que foram feridos começam a chegar e se juntam aos pacientes da Covid-19. Um desses pacientes é Chad, um homem que desmaiou enquanto fazia uma corrida. Seu teste de covid volta positivo, mas ele se recusa a acreditar que o vírus é real. Bailey tenta convencê-lo de que esta é uma doença séria, mas ele continua negacionista e insiste em sair do hospital. Logo depois, ele passa mal novamente e morre.

No meio de tudo isso, Meredith continua sua luta contra a doença e Jackson ainda está convencido a criar um plano de tratamento para pacientes de Covid com renda baixa. Ele decide conversar com sua mãe, Catherine, sobre o plano, mas acaba perguntando sobre o seu passado. Para ela, seu trabalho é heroico e foi graças a ela que muitos hospitais contam com médicos negros no quadro de colaboradores.

(Fonte: ABC/Divulgação)(Fonte: ABC/Divulgação)Fonte:  ABC 

Ainda assim, Jackson não se sente satisfeito e quer aprofundar suas pesquisas sobre o racismo na comunidade médica e a mortalidade da população. Ele entra em seu carro e define um destino no GPS: uma viagem de 11 horas – será que ele está indo encontrar April?

E aí, o que você achou do episódio 17x12 de Grey’s Anatomy? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe o recap nas redes sociais!

Imagem: Teste Grátis o Amazon Prime
Imagem: Tecmundo Recomenda

Teste Grátis o Amazon Prime

Filmes, séries, música, ebooks, jogos, frete grátis, ofertas exclusivas e muito mais. Assine e tenha todos esses benefícios grátis por 30 dias. Depois será por apenas R$ 9,90/mês.

Grey’s Anatomy 17x12: Cormac é ferido em protesto