Tokyo Ghoul: fãs pedem retorno do anime nas redes sociais

Imagem de: Tokyo Ghoul: fãs pedem retorno do anime nas redes sociais
Imagem: Tokyo MX/Reprodução

Recentemente, os fãs de Tokyo Ghoul movimentaram as redes sociais pedindo o retorno do anime. A produção original estreou em 2014, a partir do mangá homônimo de Sui Ishida, contando ainda com o desenvolvimento de quatro séries derivadas. A última delas foi lançada em 2018 ao longo de 24 episódios.

Além do mangá e do anime, a trama também foi adaptada para o cinema em versão live-action. O primeiro filme chegou aos cinemas em 2017, enquanto Tokyo Ghoul S estreou em 2019. Dessa maneira, pode-se dizer que os espectadores assíduos da trama estão órfãos de novidades.

Vale destacar que, no ano passado, o criador original da trama provocou a audiência com a possibilidade da criação de uma nova série de anime. Alguns fãs argumentaram, por meio do Twitter, que o mangá merecia uma nova adaptação por sua qualidade.

Outros lembraram o caso de Fullmetal Alchemist: Brotherhood, uma nova versão do anime com maior fidelidade à história original dos mangás e sem os famigerados episódios fillers — que, de alguma maneira, servem apenas para tapar buracos e não acrescentam em nada à narrativa.

Tokyo Ghoul: série de anime apresenta narrativa repleta de situações medonhas

A trama de Tokyo Ghoul apresenta o estudante Ken Kaneki, que em um determinado dia descobre ter sido contaminado por uma criatura conhecida como ghoul. Embora elas sejam muito semelhantes aos humanos, se alimentam de corpos vivos.

Dessa forma, o protagonista agora é um ser híbrido e também deverá se alimentar com carne humana para sobreviver. Ao mesmo tempo, Ken precisa aprender a conviver com um novo mundo de possibilidades que se abre diante dos seus olhos, apresentando perigos e facções criminosas.

No Brasil, o primeiro filme da série pode ser assistido na Netflix.

Tokyo Ghoul: fãs pedem retorno do anime nas redes sociais