The Office: 7 dicas de relacionamentos que aprendemos com a série

Imagem de: The Office: 7 dicas de relacionamentos que aprendemos com a série
Imagem: NBC

The Office é uma série de comédia muito premiada e conhecida em todo o mundo. No estilo  mockumentary, o seriado acompanha a rotina dos empregados de uma filial da empresa de papel Dunder-Mifflin, destacando a dinâmica da relação entre os colegas de trabalho.

Casais como Jim e Pam, Dwight e Angela, Michael e Holy geram boas risadas, momentos fofos e muitas confusões durante os episódios do seriado. Pensando nisso, o Minha Série criou uma lista com 7 dicas de relacionamentos que podemos aprender com The Office

7. Não namore os pais de seus amigos

(Fonte: NBC/Reprodução)(Fonte: NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

Ok, essa dica pode parecer um pouco óbvia para a maioria das pessoas. Se você tem um amigo muito importante, a mãe ou o pai dessa pessoa está completamente fora de cogitação para qualquer tipo de relacionamento amoroso.

Michael Scott sempre surpreende e acaba se tornando um exemplo claro da razão pela qual é importante evitar esse tipo de contato. Ele namora Helene, mãe de Pam: o relacionamento é  catastrófico e acaba muito mal, deixando Pam no meio de um embate entre a vida pessoal e a profissional.

6. Confie em seus instintos

(Fonte: NBC/Reprodução)(Fonte: NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

Entenda: quando você está sentindo que algo não está dando certo ou não é para ser, a decisão certa é confiar em seus instintos. Roy e Pam terminam a relação depois de ela perceber que não está feliz e que gosta de Jim.

Porém, como Jim está namorando outra pessoa e ela está se sentindo sozinha, Pam acaba voltando com Roy. Depois de descobrir as razões do primeiro término, Roy age de forma violenta e assustadora, o que mostra a Pam que ela estava certa quando decidiu terminar com ele.

5. Seja honesto

(Fonte: NBC/Reprodução)(Fonte: NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

É indiscutível que Erin Hannon seja uma das personagens mais carinhosas e meigas da série. O problema é que, querendo agradar outras pessoas, Erin muitas vezes toma atitudes que não queria, e isso aparece muito nos relacionamentos dela.

Um exemplo são as dificuldades que a personagem tem para terminar as relações amorosas com Andy e Gabe. Sendo honesta consigo mesma, Erin finalmente encontra Pete, alguém compatível com ela, e pode finalmente viver o amor verdadeiro.

4. Não leve a vida tão a sério

(Fonte: NBC/Reprodução)(Fonte: NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

O provável casal favorito dos fãs está de volta na lista para mostrar que a vida é muito melhor quando você não leva as coisas muito a sério. O relacionamento de Dwight e Angela nasce da belíssima amizade que eles criaram, cheia de pegadinhas e momentos de alegria.

Angela sempre pega no pé de Dwight, e os dois vivem momentos leves e divertidos dentro do escritório, o que com certeza ajudou a criar um laço de amor e companheirismo entre eles.

3. Deixe os ciúmes de lado

(Fonte: NBC/Reprodução)(Fonte: NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

Quando The Office apresenta Karen Filippelli, a nova namorada de Jim, as pessoas esperam que a personagem seja colocada de lado pelos integrantes do escritório e por Pam. Porém, Karen é uma pessoa amorosa, simpática e atenciosa, que de cara conquista as pessoas e até acaba formando uma amizade interessante com Pam. Para deixar ainda mais clara a importância de deixar os ciúmes de lado, Pam ajuda Jim com conselhos amorosos durante o relacionamento com Karen.

2. Se você ama alguém, deixe a pessoa ir

(Fonte: NBC/Reprodução)(Fonte: NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

Nós sabemos que é uma série de comédia, mas The Office sempre encontra uma forma de acessar o lado emocional dos espectadores. Um exemplo é quando os roteiristas decidem separar Michael de Holly, que é praticamente a pessoa perfeita para o chefe da turma.

Holly é transferida de volta para a sua cidade de origem, obrigando os dois a tentarem uma relação à distância. Porém, com o passar do tempo, eles notam que a situação está ficando insustentável e decidem terminar, mostrando que, mesmo sendo uma decisão difícil, deixar a pessoa ir acaba sendo a opção mais saudável em alguns casos.

1. Seja você mesmo

(Fonte: NBC/Reprodução)(Fonte: NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

Michael é a prova de que tentar se passar por outra pessoa não ajuda você a se relacionar com amigos ou com possíveis pretendentes. Um exemplo disso é quando Pam tenta arranjar uma amiga para ele.

No encontro, ele personifica o personagem Date Mike, que é uma versão ainda mais esquisita de Michael. Obviamente tudo dá errado e fica apenas o exemplo de que não devemos fingir ser alguém que não somos.

Imagem: Teste Grátis o Amazon Prime
Imagem: Tecmundo Recomenda

Teste Grátis o Amazon Prime

Filmes, séries, música, ebooks, jogos, frete grátis, ofertas exclusivas e muito mais. Assine e tenha todos esses benefícios grátis por 30 dias. Depois será por apenas R$ 9,90/mês.

The Office: 7 dicas de relacionamentos que aprendemos com a série