Cobra Kai 3ª temporada: tudo sobre a série da Netflix (Crítica)

Imagem de: Cobra Kai  3ª temporada: tudo sobre a série da Netflix (Crítica)
Imagem: Netflix/Reprodução

Cobra Kai chamou atenção do público nos últimos anos por trazer personagens tão queridos de volta em uma nova história. Trata-se de uma visita calorosa ao que teria acontecido com Daniel Larusso (Ralph Macchio) e Johnny Lawrence (William Zabka), de Karatê Kid (1984), depois de pouco mais de 30 anos.

Após 2 temporadas exibidas pelo streaming YouTube Premium, a trama foi transferida para a Netflix e seus novos episódios são os melhores até o momento. A narrativa continua utilizando a fórmula de sempre, mas talvez com maior seriedade e roteiros mais bem resolvidos e administrados. Os episódios se articulam entre o drama e a comédia, com momentos animados extremamente instigantes.

Por mais que alguns personagens pareçam estagnados, vemos como as rivalidades que perduraram se articularam com certa evolução.

(Reprodução)(Reprodução)Fonte:  Netflix 

Aos poucos, vemos também como os personagens amadureceram, com diálogos inesquecíveis e cenas interessantes, como no caso de Johnny, que está mais preocupado com o filho Robby (Tanner Buchanan), compreendendo que sua ausência na vida dele por anos pode ter uma nova abordagem e configuração. Ainda há questões provocativas com relação a Miguel (Xolo Maridueña) e ao próprio rival Larusso, que parece continuar com os comportamentos de sempre.

A reflexão colocada à prova ao longo dessa temporada traz bons momentos à tela, reforçando que algumas coisas precisam mudar para que seus pupilos possam seguir lutando de forma saudável.

Saiba mais sobre a 3ª temporada de Cobra Kai

(Reprodução)(Reprodução)Fonte:  Netflix 

Se nas temporadas anteriores havia dúvida sobre como articular as tramas antigas com os novos personagens — e promover participações especiais relevantes —, a nova leva de episódios é bem mais resolvida nesse aspecto, trazendo desafios aos protagonistas.

Há um esforço maior de destrinchar conflitos intensos e realmente mostrar a evolução gradativa de todos aqueles que aparecem. As informações do passado dos personagens acabam ficando em segundo plano, mas são desenvolvidas ainda assim. Nesse sentido, vemos que tudo o que já havia sido mostrado faz parte de uma bagagem construtiva para esse amadurecimento tão necessário.

Por mais que todos os elementos dramáticos estejam em cena para quem quiser conferir, é importante ressaltar que a sutileza como se dão essas relações é o que impressiona e mostra como a força narrativa está bem mais aguçada nos novos episódios.

Além do mais, o estilo envolvente e brincalhão, que também é preenchido com a sintonia marcante dos personagens, não deixa de marcar a temporada.

(Reprodução)(Reprodução)Fonte:  Netflix 

O bom humor recorrente e o carisma do elenco estão presentes a cada novo arco conflituoso. O equilíbrio se faz necessário para a condução das mais diferentes possibilidades criativas e constrói um caminho bastante interessante e condizente com o desfecho. Até mesmo os personagens que tinham facetas bem marcadas acabam tendo camadas mais aprofundadas.

De alguma forma, a 3ª temporada de Cobra Kai consegue satisfazer aqueles que estiveram acompanhando a nova saga dos caratecas tão imprevisíveis com novidades muito bem aproveitadas. O potencial narrativo parece estar em uma ótima fase para a criação de dinâmicas que fogem do convencional, transformando clichês recorrentes em divertimento e entretenimento. Espera-se que isso continue por mais algum tempo.

Fontes

Cobra Kai 3ª temporada: tudo sobre a série da Netflix (Crítica)