The Last of Us: o que esperar da série da HBO

Minha Série
Imagem de: The Last of Us: o que esperar da série da HBO

Após o anúncio de que The Last of Us ganhará uma adaptação televisiva pela HBO, os fãs do game de sobrevivência criaram grandes expectativas para ver sua elogiada história na futura versão live-action.

O projeto de ação e horror será desenvolvido por Neil Druckmann, o mesmo criador da franquia de jogos, enquanto Craig Mazin (Chernobyl) será o showrunner.

Como ainda não há previsão de estreia para a aguardada série, listamos abaixo 5 fatos esperados para o seu desenvolvimento. Confira!

1. Qual será a trama?

Jornada de Joel e Ellie passaram por grandes cenários em diferentes estações do ano ao longo do jogo
Jornada de Joel e Ellie passaram por grandes cenários em diferentes estações do ano ao longo do jogo. (Fonte: IMDb/Reprodução)

Foi divulgado que a série contará novamente os eventos originais do jogo. A história é ambientada 20 anos após a destruição da civilização moderna, causada por um fungo que transformou quase toda a humanidade em monstros e trouxe a missão do contrabandista Joel de escoltar a adolescente Ellie até um centro capaz de gerar uma cura, pois ela é imune à doença.

Porém, resta saber se a 1ª temporada trará toda a história vista naquela mídia ou se o arco será abordado ao longo de possíveis temporadas. Inclusive, houve a sugestão de que a série apresentará elementos presentes na continuação do jogo — com previsão de lançamento para maio deste ano. No entanto, não se sabe mais detalhes.

Nesse contexto, o intervalo de 20 anos entre o surgimento da pandemia e o início da jornada dos protagonistas deixa um grande espaço para tramas inéditas e surpresas para a audiência.

2. Drama em núcleos familiares

Joel e sua filha Sarah, no início da proliferação da doença
Joel e sua filha Sarah, no início da proliferação da doença. (Fonte: IMDb/Reprodução)

Assim, é possível apontar principalmente a importância da história do passado de Joel, vista no começo do jogo. O trágico evento da morte de sua filha, Sarah, definiu a personalidade endurecida e insensível desse protagonista.

Sem esse arco, a dinâmica da relação entre ele e Ellie seria totalmente diferente e não traria o peso de alguns sacrifícios no decorrer da trama. Se a série começar com foco em Joel e Sarah, poderá fazer com que os espectadores sintam a gravidade e a dor de sua inevitável morte.

3. Quais personagens serão centrais?

Cena em que os protagonistas encontram com a aliada Tess
Cena em que os protagonistas encontram com a aliada Tess. (Fonte: IMDb/Reprodução)

Apesar de o diretor já indicar que Joel e Ellie serão os protagonistas, há a expectativa de que outros personagens importantes para o enredo do jogo também apareçam. Nesse sentido, Druckmann confirmou que Riley, Tess, Marlene, Maria e outros estarão na 1ª temporada.

Contudo, é comum que uma adaptação busque novas figuras para “refrescar” a história original e não se tornar uma produção literal de eventos. Além disso, com novos personagens seria possível contar outros detalhes não abordados no jogo por falta de espaço, ainda mais dependendo da longevidade da série.

4. Um elenco marcante

Uso de cinematic trouxe animações mais próximas da realidade com o uso de atores
Uso de cinematic trouxe animações mais próximas da realidade com o uso de atores. (Fonte: IMDb/Reprodução)

Retratar nas telinhas os protagonistas da mesma forma como o jogo conseguiu dependerá fortemente da escolha do elenco. Desde o anúncio da notícia do desenvolvimento da série, a internet já prontamente indicou vários possíveis nomes para assumir esses papéis considerando a semelhança física entre atores e personagens no game.

Vale ressaltar que apenas isso não é o suficiente para garantir o sucesso em uma interpretação. No caso de Joel, o ator terá de ser capaz de passar a impressão de uma figura dura e com sentimentos reprimidos, porém com a habilidade de revelar suas verdadeiras emoções no decorrer dos eventos.

Dentre os nomes mais desejados pelos fãs, estão Hugh Jackman, Nikolaj Coster-Waldau e Joel Edgerton.

Já o que torna Ellie atraente é que ela nunca é a vítima, apesar das circunstâncias. Ao contrário, ela é motivada, segura de si e cheia de humor. Os nomes mais apontados para assumi-la são: Ellen Page, Jessica Barden e Sadie Sink.

5. A esperança de a HBO ter aprendido com erros passados

Início do mundo pós-apocalíptico de The Last of Us
Início do mundo pós-apocalíptico de The Last of Us. (Fonte: IMDb/Reprodução)

Por fim, vale apontar que grandes produções, como The Walking Dead e Game of Thrones, inicialmente conquistaram o público com histórias até então inovadoras; entretanto, com o passar do tempo, perderam o interesse de parte da audiência.

Nesse sentido, são inevitáveis as comparações com cenários pós-apocalípticos, pessoas infectadas e grupos de sobreviventes.

Esse subgênero presente tanto na TV quanto nos cinemas já se encontra saturado; logo, o desafio de The Last of Us será subverter essa temática através de sua história emocionante e com muita atenção aos detalhes.

Em um momento em que se vê uma nova era de adaptações de jogos, com grande recepção de crítica e público — como Detetive PikachuSonic: O Filme e The Witcher — a visibilidade que a série terá em uma grande emissora, como a HBO, pode estimular ainda mais a produção de novas atrações baseadas em jogos, como o vindouro filme Uncharted.

Texto escrito por Ricardo de Carvalho Isídio via Nexperts.

The Last of Us: o que esperar da série da HBO