Séries na História: há 15 anos, surgiam The Office e Grey's Anatomy

Minha Série
Imagem de: Séries na História: há 15 anos, surgiam The Office e Grey's Anatomy

A televisão faz parte de nossas vidas há décadas e, ao longo do tempo, exerceu muita importância e influência na cultura pop. Atualmente, inclusive, há certo consenso de que vivemos a “Era de Ouro” da TV se considerarmos os grandes dramas emocionantes, as produções de fantasia e de ficção científica de grande orçamento, além das comédias que nos permitem a observação de situações sob um olhar mais leve.

Nesse sentido, alguns desses programas entraram para a história das telinhas como grandes fontes de entretenimento, conquistando milhões de fãs devido a técnicas inovadoras, enredos criativos e personagens marcantes. 

Dois desses casos são The Office e Grey's Anatomy, séries que completam nesta semana 15 anos de existência. Para comemorar esse marco, fizemos uma análise dos fatores que tornaram essas produções tão relevantes para o cenário dos programas de televisão. Confira!

The Office: um novo tipo de comédia

Lançada pela NBC em 24 de março de 2005 e exibida até 16 de maio de 2013, a atração cômica contou com 9 temporadas e 201 episódios. Sua premissa era a rotina de uma companhia de papéis, a Dunder Mifflin, gerenciada por Michael Scott (Steve Carell), que comandava seus funcionários peculiares. Dentre eles, Dwight Schrute (Rainn Wilson), Jim Halpert (John Krasinski) e Pam Beesly (Jenna Fischer). 

Logo, a série tornou-se uma das sitcoms mais amadas de todos os tempos.

The Office IMDb/Reprodução 
The Office

Com o objetivo de simular um documentário, The Office foi gravada sem uma "audiência presencial", mas com a inserção de sons de risadas, como ocorre na maioria das sitcoms. Tal estilo gerou um subgênero de comédia. 

Além disso, por décadas, praticamente todas as sitcoms eram filmadas com o uso de três ou quatro câmeras, enquanto que, em The Office, havia apenas uma. Após a série, o formato influenciou diversas produções televisivas, como VeepModern FamilyParks and RecreationAmerican VandalCommunity30 RockBrooklyn Nine-Nine e muitas outras.

A atração revolucionou a comédia na televisão e deixou de direcionar o gênero apenas para uma sequência de piadas enfadonhas. Isso porque, nessa produção, o humor aparece em momentos específicos gerados por meio da interação realista entre seus personagens, muitas vezes vergonhosa e desconfortável.

Cenas comuns de constrangimento na série IMDb/Reprodução 
Cenas comuns de constrangimento na série.

Outro ponto no qual o seriado se destacou foi o fato de ter uma espécie de “anti-herói” como personagem principal. Hoje, a TV é rica em programas com figuras moralmente conflituosas — ou mesmo imorais — que conquistam o público por serem muito convincentes e de grande carisma. Exemplos disso foram os personagens Don Draper, em Mad Men, e Walter White, em Breaking BadContudo, nessa série, a ideia surgiu como uma forma de teste, e Carell conseguiu levar o protagonismo a um papel que não era socialmente bom.

Além desses fatos, The Office trouxe mais uma novidade: episódios disponíveis na internet, chamados de webisodes. Pioneira nesse formato, a série distribuiu 9 capítulos ao longo de sua existência, cada um deles focado nos personagens secundários do programa. O exemplo serviu de exemplo para outros seriados, como Fear The Walking DeadHeroesLostGrey's Anatomy, entre outros.

Grey's Anatomy: um fenômeno televisivo

Desde sua estreia, em 27 de março de 2005, a série da ABC está atualmente em sua 16ª temporada e já conta com 360 episódios exibidos até o momento. A série foi criada por Shonda Rhimes, que ficou conhecida por trazer em suas produções grandes personagens femininas como protagonistas e um elenco de muita diversidade.

Grey's Anatomy IMDb/Reprodução 
Grey's Anatomy

Ao ter como ambientação um hospital de Seattle, o drama tem como foco as vidas pessoal e profissional de cirurgiões internos e seus mentores residentes, em especial a protagonista Meredith Grey (Ellen Pompeo). 

Apesar de a medicina ser sempre um componente fundamental na trama, muito do enredo de Grey's Anatomy vem de conflitos pessoais de seus integrantes. Além disso, a atração também abrange momentos de humor mesclados com análises profundas de outros temas relevantes e atuais. Com ótima recepção de público e crítica, a atração é considerada um fenômeno da TV, ainda mais se considerarmos seu significante efeito na cultura pop, o que lhe rendeu vários prêmios e longevidade.

Recentemente, a série se tornou o drama médico de maior tempo de exibição nas telinhas, atingindo a marca de 332 episódios. Por isso, já contou com vários nomes de peso em seu elenco, o que também ocasiona em despedidas de figuras marcantes e amadas pelos fãs. Definitivamente, um tempero a mais!

Vale apontar que, diante de seu enorme sucesso, a série já foi renovada para mais uma temporada e ganhou dois programas derivados (spin-off): Private Practice e Station 19, este também está em exibição atualmente.

Texto escrito por Ricardo de Carvalho Isídio via Nexperts.

Séries na História: há 15 anos, surgiam The Office e Grey's Anatomy