NCIS: New Orleans: season finale traz justiça poética para Hannah

Minha Série
Imagem de: NCIS: New Orleans: season finale traz justiça poética para Hannah

NCIS: New Orleans foi mais uma das séries que não conseguiram terminar a sua temporada como havia sido planejada. O 6º ano teve sua season finale no 20º episódio. Mas, mesmo com a conclusão antecipada, alguns arcos conseguiram ter um desfecho sólido.

  CBS/Reprodução

No último episódio, Sebastian e Gregorio estavam resolvendo um mistério sobre uma morte supostamente causada pelo “Rougarou”, uma criatura mítica do folclore de New Orleans.

Pride acabou recebendo uma visita de sua ex-esposa, Linda. Como era de se esperar, os dois acabaram discutindo. Pride acabou reconhecendo que foi um péssimo marido enquanto fazia o seu trabalho de policial.

Chris Silber, o showrunner, conversou com o TV Guide sobre a cena de Pride, dizendo que o objetivo era trazer a reflexão sobre as escolhas que ele faz para sua vida. “Tentamos responder à pergunta: ‘’Por que ele faz as escolhas que faz mesmo quando é um risco para si mesmo?". 

Silber concluiu dizendo que Pride sentiu que, mesmo que ele sempre tente fazer o bem, acaba impactando negativamente na vida de outras pessoas.

Outra parte interessante de “Predators” foi Hannah lidando com a discriminação de Van Cleef, que vem desde o início da temporada. Agora, Hannah conseguiu reunir evidências para apoiar uma de suas teorias. No entanto, a primeira barreira que ela teve que superar foi a própria desconfiança.

Sobre Van Cleef, o ponto interessante, segundo o produtor executivo Jan Nash, era sabermos se sua discriminação com Hannah era algo consciente ou intencional e como ele agiria com uma enxurrada de evidências apresentadas por ela.

“Predators” acabou ressoando como uma história sobre homens que usam mal o poder e, como suas escolhas, impactam nas vidas das mulheres ao seu redor.

Texto escrito por Marcelo de Morais via Nexperts.

NCIS: New Orleans: season finale traz justiça poética para Hannah