Os Simpsons: 10 adaptações da animação em outros países

Minha Série
Imagem de: Os Simpsons: 10 adaptações da animação em outros países

Todo mundo sabe que Os Simpsons é um grande sucesso de público, certo? Afinal, a série está no ar há 31 anos e a 32ª temporada já está garantida pela Disney. Entretanto, isso não acontece somente na TV norte-americana, já que diversos países adoram curtir as divertidas histórias de Homer e sua família.

Cada local, assim como o Brasil, faz as traduções e adaptações necessárias para que as dublagens sejam as melhores possíveis. Muitos lugares também mudam nomes de personagens, frases de efeito e até mesmo o título do desenho, tudo para aproximar a série do público.

Separamos uma lista com dez mudanças que The Simpsons sofreu em outros países. Confira.

1. Al Shamshoon

  Fox/Reprodução 

Em 2005, a animação começou a ser exibida no Oriente Médio e foi rebatizada como Al Shamshoon. Por lá, nada de bebidas alcoólicas; Homer é viciado em tomar refrigerante. Além disso, ele não come carne de porco ou rosquinhas, e sim bolo. Aos domingos, a família Simpson troca as idas à igreja por visitas à mesquita.

2. Mudança de nomes

  Fox/Reprodução

Ainda no Oriente Médio, Homer Simpson vira Omar Shamshoon, Marge é Mona e Bart é Abar. Até mesmo a cidade de Springfield teve o nome trocado por Rabia, que é a palavra em árabe para spring, ou seja, primavera.

3. Expressões na França

  Fox/Reprodução

O famoso "doh" de Homer, em francês é "toe" (pronuncia-se tuh). A mudança, no entanto, foi causada por um erro do dublador, que trocou a letra na hora da gravação. E acabou ficando assim.

Sempre que Homer tenta estrangular Bart, ele solta o famoso "Why you little", que em francês é "Espèce de sale petit" ou "Seu pequeno sujo". Aqui, a frase usada é "Seu Zé Ruela".

4. No Canadá

  Fox/Reprodução

Alguns programas de TV a que Homer assiste são trocados no Canadá; por exemplo, a série CSI Miami foi substituída por Fortier.

5. Sotaque

  Fox/Reprodução

A dublagem também tem adaptações de pronúncia. Na França, o indiano Apu tem sotaque português, enquanto o pai do Milhouse, Kirk Van Houten, tem sotaque belga, já que Van Houten é um sobrenome típico do país.

6. Traduções na Itália

  Fox/Reprodução 

Na Itália, as expressões usadas por Bart são alteradas: "Ay caramba" é "E che cacchio" e "Eat my shorts" é traduzida como "Ciucciati il calzino", ou, em tradução livre, "Chupe sua meia".

7. Diferenças também em espanhol

  Fox/Reprodução

Na América latina, Homer é Homero, Barney Gumble é Barney Gomez, Ralph Wiggum é Rapha Gogori, Reverendo Lovejoy é Reverendo Alegria e o desenho Comichão e Coçadinha é Tommy e Dally.

8. Troca de nome na Alemanha

  Fox/Reprodução

Por lá, a expressão "doh" também é trocada. Na Alemanha, Homer usa "nein", que significa não.

Nos primeiros capítulos da série, Homer tinha outro nome e era chamado de Humor, somente porque o dublador não sabia a pronúncia correta. Com o passar do tempo, ele voltou a ser chamado de Homer.

9. Frases no quadro

  Fox/Reprodução

Em alguns países, as frases que Bart escreve no quadro durante a abertura são traduzidas, mas em outros, como na Espanha, na Alemanha e no Brasil, ele apenas lê a frase no idioma local.

10. Sotaques na Itália

  Fox/Reprodução

Assim como no Brasil, a Itália tem vários sotaques, por isso cada personagem tem um toque característico de uma localidade. Alguns têm pronúncia típica de Nápoles, outros de Veneza, Bari, Roma, Calábria, Milão, Sardenha e, é lógico, o mafioso Fat Tony tem sotaque da região de Sicília.

Os Simpsons realmente rompe fronteiras.

Texto escrito por Marcelo de Morais via Nexperts.

Os Simpsons: 10 adaptações da animação em outros países