Streaming: serviços se posicionam em favor do Black Lives Matter

Minha Série
Imagem de: Streaming: serviços se posicionam em favor do Black Lives Matter

O mundo tem visto uma série de protestos acontecendo nos Estados Unidos após a morte de George Floyd, um homem negro morto por um policial branco, na última segunda-feira (25). Mais recentemente, o movimento intitulado Black Lives Matter (Vidas Negras Importam, em uma tradução livre) recebeu o apoio público de diversos serviços de streaming

Por meio de suas redes sociais oficiais, a NetflixHuluHBOAmazon Prime Video, Starz e Quibi condenaram a violência e o racismo enraizado na sociedade norte-americana. A HBO, junto da HBO Max, inclusive, mudaram os respectivos nomes de suas contas no Twitter com a hashtag do movimento. 

Confira:

"Nem o amor nem o terror cegam: a indiferença cega." —  James Baldwin", citou o perfil oficial da HBO no Twitter.

“Neither love nor terror makes one blind: indifference makes one blind.” — James Baldwin

We stand with our Black colleagues, employees, fans, actors, storytellers — and all affected by senseless violence. #BlackLivesMatter

— #BlackLivesMatter (@HBO) May 31, 2020

"Se calar é ser cúmplice", publicou a conta oficial da Netflix nesta mesma rede social.

To be silent is to be complicit.
Black lives matter.

We have a platform, and we have a duty to our Black members, employees, creators and talent to speak up.

— Netflix (@netflix) May 30, 2020

"Nós estamos com vocês", divulgou um breve comunicado do Hulu.

We support Black lives. Today, and every day. You are seen. You are heard. And we are with you.

— Hulu (@hulu) May 31, 2020

A imagem divulgada pela conta oficial da Amazon Prime Video lembrava de seus colaboradores negros. "Somos todos aliados na luta contra o racismo e a injustiça", ressaltou.

pic.twitter.com/x7wzsRWD2e

— Prime Video (@PrimeVideo) May 31, 2020

Jim Gianopulos, CEO da Paramount, também emitiu uma nota em nome da empresa no qual lamenta o ocorrido da semana passada, fazendo uma citação a Martin Luther King Jr. “Como nação, nosso desgosto e indignação não são suficientes. O tecido de nossa sociedade e a promessa fundamental de que todos os homens são criados iguais estão quebrados, e é responsabilidade de todos nós elevar nossas vozes e fazer parte da solução”, afirmou por meio do documento.

A morte de George Floyd foi recebida com indignação da população norte-americana pelo simples fato de ser um assassinato motivado por racismo, já que o policial Derek Chauvin o teria rendido sem necessidade e abusado da força. 

Os protestos surgiram por diversos estados do país e se espalharam também por outros países, mesmo com a pandemia do coronavírus.

A posição dos serviços de streaming é notável e mostra que essas empresas de entretenimento têm um compromisso com a diversidade racial, bem como todos nós!

Texto escrito por Matheus Rocha da Silva via Nexperts.

Fontes

Streaming: serviços se posicionam em favor do Black Lives Matter